Home / + Goias / 62 municípios goianos recebem recursos do Goiás na Frente

62 municípios goianos recebem recursos do Goiás na Frente

Na quinta-feira, 5, o governador José Eliton comandou a solenidade de repasse de parcelas do programa Goiás na Frente (GNF) de 86 novos convênios, destinados a 62 municípios goianos. Cada um deles recebeu a primeira parcela, que será aplicada em obras e investimentos, previamente definidos pelos gestores municipais. A solenidade contou com a presença do secretário de Governo, João Furtado, prefeitos, deputados estaduais e da comunidade em geral. O Goiás na Frente é executado pela Secretaria de Governo (Segov) e Secretaria de Desenvolvimento (SED).

Em sua fala, o secretário João Furtado atualizou os números do convênio e destacou o empenho dos servidores da Segov e da SED para que esses novos convênios fossem firmados em tempo hábil, devido à legislação eleitoral. “Estamos chegando ao limite do tempo previsto pela legislação eleitoral, para que hajam transferências de ente a ente, do Estado para os municípios. Por isso, as equipes de governo da Segov e da SED se empenharam, ao máximo, sem medir esforços”, ressaltou.

Em nome da Assembleia Legislativa, o deputado estadual José Vitti agradeceu ao governador José Eliton e ao ex-governador, Marconi Perillo, pelos “pleitos atendidos”, em nome dos prefeitos e dos deputados estaduais.

O ex-governador Marconi Perillo destacou o empenho de José Eliton no cumprimento das metas do Goiás na Frente. “Isso aqui é dinheiro do tesouro, recurso do Estado, que o governador está usando para aplicar nos municípios, para ajudar os prefeitos a cumprir seus compromissos. Os prefeitos hoje têm condições de chegar às suas cidades com a cabeça erguida, porque o governo de Goiás honra seus compromissos. Não há um lugar em Goiás que não tenha obras do Goiás na Frente”, enfatizou.

Em sua fala, o governador José Eliton destacou, na ocasião, o pagamento de R$ 14 milhões em convênios e de mais de R$ 20 milhões em emendas parlamentares, “dinheiro na conta, já repassado aos municípios”. “Hoje estamos celebrando 86 convênios, com 62 municípios, de um total de 218 municípios conveniados com o governo. Mais do que isso, hoje, nós celebramos um Estado que se desenvolve muito acima da média nacional”, frisou.

Números

O programa Goiás na Frente completa 398 convênios assinados, com 218 municípios goianos. Atingindo o valor de R$ 122.254.088,81 de parcelas pagas, e R$ 384.605.816,94 em convênios assinados. Além disso, o governo do Estado canalizou para o programa um total de R$ 20 milhões em emendas parlamentares.

Goiás na Frente

O programa abrange, entre suas vertentes, convênios com os municípios goianos, que recebem recursos do governo estadual para realizarem obras urbanas, conforme definição de prioridades dos prefeitos municipais. Considerado pioneiro no país, é o maior programa de investimentos regionais em curso no Brasil, com previsão orçamentária de mais de R$ 500 milhões.


É importante ressaltar que a
s obras e investimentos a serem realizados foram definidos pelos próprios municípios, cabendo ao governo de Goiás repassar o dinheiro, fiscalizar a correta aplicação dos recursos e acompanhar o bom andamento das obras. A obrigação da contrapartida municipal foi reduzida a simbólicos 1%.

Goiás na Frente – Governo de Goiás repassa recursos do Goiás na Frente para municípios:

-Abadia de Goiás (1ª parcela);

– Abadiânia (1ª parcela);

-Água Limpa ()1ª parcela);

– Anápolis (1ªparcela);

– Aparecida de Goiânia (1ª parcela);

– Araçu (1ª parcela);

– Aragarças (1ª parcela);

– Bom Jardim de Goiás (1ª parcela);

– Bonópolis (1ª parcela);

– Buritinópolis (1ª parcela);

– Cachoeira Alta (1ª parcela);

– Caiapônia (1ª parcela);

– Caldas Novas (1ª parcela);

– Campinaçu (1ª parcela);

– Campo Limpo de Goiás (1ª parcela);

– Campos Belos (1ª parcela);

– Ceres (1ª parcela);

– Cezarina (1ª parcela);

– Damolândia (1ª parcela);

– Edealina (1ª parcela);

– Firminópolis (1ª parcela);

– Flores de Goiás (1ª parcela);

– Formosa (1ª parcela);

– Goianápolis (1ª parcela);

– Goiandira (1ª parcela);

– Goiânia (1ª parcela);

– Goianira (1ª parcela);

– Goiatuba (1ª parcela);

– Guapó (1ª parcela);

– Guarinos (1ª parcela);

– Hidrolândia (1ª parcela);

– Itaberaí (1ª parcela);

– Itapuranga (1ª parcela);

– Itauçu (1ª parcela);

– Jandaia (1ª parcela);

– Jataí (1ª parcela);

– Leopoldo de Bulhões (1ª parcela);

– Maurilândia (1ª parcela);

– Mineiros (1ª parcela);

– Morrinhos (1ª parcela);

– Mundo Novo (1ª parcela);

– Nova América (1ª parcela);

– Nova Veneza (1ª parcela);

– Novo Planalto (1ª parcela);

– Palmeiras de Goiás (1ª parcela);

– Perolândia (1ª parcela);

– Porangatu (1ª parcela);

– Rialma (1ª parcela);

– Rio Verde (1ª parcela);

– Rio Quente (1ª parcela);

– Sanclerlândia (1ª parcela);

– Santa Helena de Goiás (1ª parcela);

– Santa Tereza de Goiás (1ª parcela);

– São João d’Aliança (1ª parcela);

– Senador Canedo (1ª parcela);

– Serranópolis (1ª parcela);

– Terezina de Goiás (1ª parcela);

– Turvânia (1ª parcela);

– Turvelândia (1ª parcela);

– Urutaí (1ª parcela);

– Valparaíso de Goiás (1ª parcela);

– Varjão (1ª parcela);

Comentários

Comentários

Rolar para o Top