Home / Destaque / BNDES terá verba de R$ 25 milhões para obras contra incêndios em museus

BNDES terá verba de R$ 25 milhões para obras contra incêndios em museus

O governo federal anunciou nesta terça-feira (4) que o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) lançará um edital de R$ 25 milhões para que museus, arquivos e instituições que lidam com acervos façam projetos de segurança e prevenção de incêndio e modernização de instalações.

O anúncio do edital foi feito pelo presidente do BNDES, Dyogo Oliveira, após reunião com o presidente Michel Temer e ministros, na qual foi discutida a recuperação do Museu Nacional do Rio de Janeiro, destruído por um incêndio no domingo (2).

“Nessa reunião de hoje nós sugerimos, e o presidente acatou, o lançamento de um novo edital do BNDES no valor de R$ 25 milhões para projetos de segurança e prevenção contra incêndio e modernização das instalações”, disse Dyogo durante entrevista ao lado de ministros.

Em 2014, o Museu Nacional conseguiu incluir no orçamento da União uma verba de R$ 20 milhões que seria usada para seus projetos mais urgentes, como a retirada de objetos guardados em álcool e, portanto, inflamáveis. O valor, porém, não foi utilizado pelo governo federal.

Governo explica investimento do BNDES em museus (da esq. para a direita: os ministros Sérgio Sá Leitão (Cultura), Eliseu Padilha (Casa Civil), Rossieli Soares da Silva (Educação) e o presidente do BNDES, Diogo Oliveira (Foto: Clauber Cleber Caetano/Presidência da República)

Governo explica investimento do BNDES em museus (da esq. para a direita: os ministros Sérgio Sá Leitão (Cultura), Eliseu Padilha (Casa Civil), Rossieli Soares da Silva (Educação) e o presidente do BNDES, Diogo Oliveira (Foto: Clauber Cleber Caetano/Presidência da República)

Doação

O presidente do banco informou que o edital deve ser publicado até o final deste mês. A medida não trata de empréstimo aos museus. Os recursos serão destinados a instituições públicas e privadas como doações, por meio de patrocínio cultural com base na Lei Rouanet.

Segundo o presidente do BNDES, Temer determinou que Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal adotem a mesma medida para incentivar projetos de museus, arquivos e outras instituições. A intenção é evitar a repetição do incêndio do museu nacional.

“Só no nível federal são mais de 500 museus catalogados que demandariam algum tipo de atenção desse tipo. Essa ação visa prevenir e evitar novos episódios da natureza deste que ocorreu no Museu Nacional”, afirmou Dyogo.

O ministro da Cultura, Sérgio Sá Leitão, informou que os recursos do BNDES serão destinados para museus, arquivos e outras instituições que lidam com acervos. “A ideia é que este edital possa ter recursos tanto do BNDES quanto recursos privados”, disse o ministro da Cultura, Sérgio Sá Leitão.

O ministro disse que nesta quarta-feira (5) haverá uma reunião entre Temer e representantes de entidades e empresas, a fim de ampliar o aporte de recursos para que os museus melhorem sua estrutura de segurana e combate e prevenção a incêndios.

“O presidente fará uma convocação amanhã para que as empresas participem desse edital”, afirmou Sá Leitão.

Comentários

Comentários

Rolar para o Top