Home / + Goias / Caiado e Adial entram em acordo sobre redução dos incentivos fiscais

Caiado e Adial entram em acordo sobre redução dos incentivos fiscais

O governador eleito Ronaldo Caiado (DEM) se reuniu na tarde desta terça-feira, 4, com o presidente da Associação Pró-Desenvolvimento Industrial do Estado de Goiás (Adial), Otávio Lage, e Edwal Freitas Portilho (Chequinho), diretor-executivo da Adial, para tratar sobre o impasse em relação à convalidação dos incentivos fiscais. Após o encontro, foi anunciado acordo para corte dos incentivos. Com isso, a Assembleia Legislativa de Goiás tem carta branca para votar o projeto substitutivo apresentado pelo deputado Lívio Luciano. “Houve sensibilidade de todas as partes para construirmos esse resultado positivo”, disse Caiado.

“Goiás manteve a competitividade, consolidaram-se os incentivos e tivemos a contrapartida que foi fundamental neste momento. Cada um cedeu um pouco e, com isso, alcançamos a mudança dos incentivos em 2019, dando-nos uma margem de R$ 1 bilhão para que Goiás seja socorrido neste momento”, explicou Caiado.

Ronaldo Caiado afirmou ainda que o substitutivo apresentado pelo relator, deputado Lívio Luciano (PODE), é fruto de acordo e não sofrerá alteração de emendas que não sejam o texto elaborado em total sintonia com todas as partes. “O ponto fundamental foi que construímos o entendimento. E, para isso, houve uma sensibilidade enorme e um compromisso por parte do setor industrial que estendeu as mãos para o estado nessa hora difícil”, disse.

Otavinho da Adial comentou a construção do entendimento sobre os incentivos no estado e disse que, “esse é um momento diferente que todo o país passa com a convalidação dos incentivos ficais e nós queremos estar sempre participando. E se pudermos ajudar nós o faremos”.

O presidente da Assembleia José Vitti afirmou que o governador José Eliton (PSDB) já sinalizou que aprovaria o projeto após entendimento. “Ele disse que sancionaria o projeto assim que chegasse às suas mãos. Por isso, tenho a convicção de que logo teremos o projeto aprovado e os dois governadores sacramentando esse acordo já estabelecido”, afirmou.

Após o anúncio, a Alego entrou em sessão extraordinária para a primeira votação do projeto de convalidação dos incentivos fiscais.

Comentários

Comentários

Rolar para o Top