Home / Destaque / Ex-chefe de campanha de Trump é condenado a mais 3 anos de prisão

Ex-chefe de campanha de Trump é condenado a mais 3 anos de prisão

Paul Manafort recebeu nova sentença nesta segunda em Washington.

Paul Manafort, ex-chefe de campanha de Donald Trump, recebeu nova pena de prisão num tribunal em Washington, nesta quarta-feira (13), fazendo com que, ao todo, ele tenha 7,5 anos a cumprir na cadeia. Na semana passada, ele tinha sido condenado a 47 meses de prisão num tribunal na Virgínia e, desta vez, recebeu mais 43 meses de condenação.

A juíza Amy Berman Jackson, do Tribunal Federal em Washington, sentenciou Manafort, de 69 anos, em duas acusações de conspiração que englobam uma série de crimes, incluindo lavagem de dinheiro, obstrução à Justiça e falta de declaração de trabalhos de lobby que lhe renderam dezenas de milhões de dólares.

Paul Manafort ao deixar a Corte Federal dos EUA em Washington, na segunda-feira (30) — Foto: Reuters/Jim Bourg

Paul Manafort ao deixar a Corte Federal dos EUA em Washington, na segunda-feira (30) — Foto: Reuters/Jim Bourg

Paul Manafort deixa a Corte Federal dos EUA em Washington, em 2017 — Foto: Reuters/James Lawler Duggan

Paul Manafort ao deixar a Corte Federal dos EUA em Washington, na segunda-feira (30) — Foto: Reuters/Jim Bourg

“É difícil exagerar o número de mentiras e a quantidade de fraude e a quantidade de dinheiro envolvida”, disse a juíza Jackson, que rejeitou as repetidas afirmações dos advogados de defesa de que Manafort era mero dano colateral na investigação do procurador especial Robert Mueller sobre a interferência da Rússia na eleição de 2016.

“Este réu não é o inimigo público número um, mas também não é uma vítima”, disse Jackson. “Não há dúvida de que este réu poderia ter agido melhor, e ele sabia exatamente o que estava fazendo.”

A juíza detalhou que, como as penas de Manafort têm relação com a sentença recebida na última semana, seu cumprimento será parcialmente em paralelo, ou seja, os tempos de prisão não se somam.

Nova acusação

Também nesta quarta-feira, o promotor do distrito sul de Nova York, Cyrus Vance, protocolou novas acusações por cinco delitos de fraude fiscal e bancário contra Manafort. Desta vez, o ex-chefe de campanha responderá por falsificar documentos para obter empréstimos hipotecários milionários.

Comentários

Comentários

Rolar para o Top