Goiânia registra mais casos positivos da Covid-19 do que na primeira onda

0
185

Número de casos positivos para o novo coronavírus ficou em 16,7%, maior do que o registrado no pico da pandemia em agosto do ano passado, que foi de 15,7%

A testagem de antígeno da Covid-19, realizada semanalmente pela Prefeitura de Goiânia, registrou 16,7% de resultados positivos nesta sexta-feira (26/2), demonstrando que os números de infectados do novo coronavírus na capital vêm aumentando mais do que na primeira onda da pandemia. É o maior desde o pico da pandemia em agosto de 2020, quando o percentual foi de 15,7%.

Os números de casos positivos em Goiânia estão crescendo de forma significativa desde de janeiro, quando foram registrados índices de 9,2%, 11,4% e 12,4% nas três primeiras semanas. “Esses dados refletem o comportamento da população no final do ano passado, quando muitas famílias se reuniram para a comemoração das festividades”, explica a diretora da Vigilância Epidemiológica (SMS), Grécia Carolina Pessoni.

Na primeira semana de fevereiro, houve uma diminuição e o índice ficou em 10,6%, mas as aglomerações clandestinas do carnaval provocaram novos aumentos sucessivos entre 15,9%, 17,1% e agora 16,7%.

A Operação Carnaval, realizada pela Central de Fiscalização da Covid-19, autuou e fechou 33 estabelecimentos; outros 10 foram intimados por não obedecerem aos protocolos de segurança do novo coronavírus, como dispersão de aglomeração e falta do uso de máscaras.

“Estamos sempre reforçando que o que realmente muda o cenário pandêmico é o comportamento das pessoas, é seguir as recomendações de prevenção da Covid-19”, alerta o secretário de Saúde Durval Pedroso. Segundo ele, por mais que sejam criados leitos, por mais que sejam realizadas todas as estratégias, o que realmente é eficaz é o isolamento social, o uso de máscaras e a higienização das mãos. “Atingimos o número de 16,7% de positividade, precisamos mais do que nunca nos conscientizar acerca da nossa situação”, enfatiza.

criação de site

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui