Home / Destaque / Lideranças da Câmara rejeitam afastar Cunha

Lideranças da Câmara rejeitam afastar Cunha

Os líderes das maiores bancadas da Câmara Federal são contra afastar o presidente Eduardo Cunha (PMDB-RJ),  mesmo após uma possível abertura e processo no Supremo Tribunal Federal (STF), segundo informação da Folha. A maioria também não vê motivo para prosseguimento de um processo de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff.

Nas investigações da Lava Jato, o lobista Júlio Camargo afirmou que pagou R$ 5 milhões em propina a Cunha como parte do esquema de corrupção estabelecido na Petrobras.

© Fabio Rodrigues Pozzebom/ Agência Brasil

O deputado reagiu rompendo oficialmente com o governo. Em entrevista ao Jornal Nacional, a advogada do lobista acusou aliados de Cunha de intimidações.

Líderes de 10 bancadas que somam 294 deputados (57% do total) são contra o afastamento de Cunha, defendido abertamente apenas pelo PSOL e o PPS.

PMDB, PRB, PSD e PSB são contra o afastamento de Cunha ou a abertura de processo de cassação contra acusados na Lava Jato e também não veem elementos para um possível impeachment da presidente (o que só é defendido pelo DEM).

PSDB, PP, PTB e PHS não se manifestaram sobre nenhuma das questões. Outros 21 deputados também são investigados na operação

Comentários

Comentários

Rolar para o Top