Home / Destaque / Motel de fachada para tráfico de drogas tinha clientes durante ação da PM

Motel de fachada para tráfico de drogas tinha clientes durante ação da PM

Os Clientes estavam em um motel na Zona Leste de São Paulo durante ação da Polícia Militar que descobriu 500 quilos de maconha, armas e balanças para pesar a droga escondidos em quartos e carros no local na noite desta quinta-feira (20).

Dois suspeitos foram mortos e outros oito acabaram presos pelas Rondas Ostensivas Tobias de Aguiar (Rota), tropa de elite da corporação dentro do Motel Blanco, na Penha, próximo à Marginal Tietê, uma das principais vias da capital.

r suspeita de crime internacional, a PM acionou a Polícia Federal (PF), que deverá investigar a quadrilha. O G1 entrou em contato com a PF, que ficou de divulgar nota sobre o caso.

Droga encontrada em motel de São Paulo, segundo a Rota — Foto: Divulgação/PM/Rota

Droga encontrada em motel de São Paulo, segundo a Rota — Foto: Divulgação/PM/Rota

Troca de tiros

Segundo o comandante da Rota, tenente-coronel Ricardo Augusto Nascimento de Mello Araújo, houve troca de tiros entre policiais e criminosos que faziam a segurança no motel.

“Quem se entregou teve a vida preservada. Quem atirou, a Rota reagiu à altura”, disse Mello Araújo nesta sexta-feira (21) ao G1.

Guilherme Lima, de 22 anos e outro não identificado morreram no confronto, de acordo com a polícia.

Entre os presos estão um homem e uma mulher, donos do motel, um advogado com a carteira da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) suspensa e funcionários. Todos são suspeitos de tráfico de drogas. O G1não conseguiu localizar as defesas dos presos para comentar o assunto.

Os clientes não se feriram e teriam sido liberados em seguida pelos agentes.

“Tinham seis clientes no momento no motel”, falou o comandante. “A gente foi batendo na porta e a pessoa saía e ia confirmando informações enquanto eram checados documentos para saber que realmente se tratavam de clientes e não de bandidos”.

Fundo falso de van escondia tijolos de maconha — Foto: Divulgação/PM/Rota

Fundo falso de van escondia tijolos de maconha — Foto: Divulgação/PM/Rota

Maconha em fundo falso

Além dos tijolos de maconha, a PM encontrou no motel duas pistolas e cinco carros, um deles uma van com fundo falso para esconder a droga.

Segundo a Rota, poucos quartos eram usados para receber clientes. A maioria servia para o tráfico.

“A informação que recebemos era de que viria uma van do Paraguai carregada de maconha e que descarregaria a droga nesse motel para abastecer outros traficantes ligados a facções criminosas”, disse Mello Araújo.

Silvio Rodrigo, capitão da PM, explicou à TV Globo como a quadrilha agia. “Aqui era só um entreposto. Eles traziam em grande quantidade de outro país, paravam aqui, porque não chamariam tanta atenção e daqui fariam a distribuição para vários outros pontos de venda já ao usuário.”

Da manhã de quinta até esta sexta, a Rota prendeu outras 14 pessoas suspeitas de diversos crimes na capital, inclusive tráfico de drogas.

Comentários

Comentários

Rolar para o Top