Rinjani entra em erupção na Indonésia e turistas precisam ser retirados

0
26

As equipes de resgate da Indonésia se mobilizaram nesta quarta-feira (28) para evacuar cerca de 400 turistas da encosta do vulcão Rinjani, um popular destino de caminhadas situado na ilha de Lombok. Ele entrou em erupção na terça-feira (27).

O porta-voz da agência nacional de Prevenção de Desastres, Sutopo Purwo Nugroho, indicou que, segundo os registros do parque nacional, 333 turistas são estrangeiros e 56 são indonésios. A estimativa foi divulgada pelo jornal “Kompas”.

Vulcão Rinjani entra em erupção na Indonésia, na terça-feira (27) (Foto: Antara Foto/Santanu Bendesa via Reuters)

Vulcão Rinjani entra em erupção na Indonésia, na terça-feira (27) (Foto: Antara Foto/Santanu Bendesa via Reuters)

 

O monte Barujari, que faz parte da caldeira do Rinjani, emitiu uma coluna de fumaça de 2 mil metros ao entrar em erupção na tarde de terça. As autoridades isolaram a região em um raio de 3 km ao redor da cratera.

O Rinjani, o segundo vulcão mais alto da Indonésia com 3.726 metros de altura, atrai todos os ano milhares de turistas que realizam a excursão de três dias até o cumo do monte, que contém um lago em sua caldeira.

As autoridades indonésias emitiram em outubro do ano passado o estado de alerta ao vulcão, depois que ele entrou em erupção e obrigou a evacuação de mais de mil pessoas entre turistas e residentes.

Durante o último ano, o Rinjani entrou várias vezes em erupção, o que obrigou a fechar o aeroporto de Lombok e a suspender vários voos no da vizinha ilha de Bali.

Esta última erupção causou atrasos de várias horas em voos entre Austrália e Bali das companhias Virgin, Jetstar e Tigerair. Nesta quarta, as companhia aéreas começaram a retomar a atividade habitual.