Setor de serviços em GO registra o pior resultado para o mês de março da série histórica

0
46
REUTERS

Quatro dos cinco grupos de atividades de serviços pesquisados tiveram queda em março no estado de Goiás 

Grupo de Atividades de Transportes, serviços auxiliares aos transportes e correio tem o pior resultado dentre as atividades pesquisadas em Goiás 

Grupo de Atividades de Serviços prestados às famílias é a única atividade pesquisada em Goiás que apresentou avanço em março, acumulando no ano crescimento de 7,1%. 

Em março deste ano, o volume de serviços em Goiás recuou 8,5% em comparação com o mês de março de 2018, 5º recuo consecutivo, caracterizando o maior recuo desde dezembro de 2016 (- 11,1%) e a pior queda do mês de março da série histórica. Em mesmo sentido, o setor de serviços nacional apresentou uma queda de 2,3% na mesma base de comparação, sendo a primeira queda depois de sete variações positivas.

Quando comparamos com fevereiro de 2019, na série com ajuste sazonal, o setor de serviços goiano apresenta uma variação positiva de 0,3%, contudo têm-se um acumulado no ano de -4,1%. Já a nível nacional observa um comportamento oposto, a variação mês/mês anterior apresenta uma queda de 0,7%, mas no ano acumula-se 1,1%.

Das cinco atividades que compõem o setor de serviços, analisadas na pesquisa mensal de serviços, no mês de março de 2019, quatro atividades apresentaram variação negativa no volume de serviços em comparação com março de 2018.

As que tiveram maiores variações foram nos setores de: Transportes, serviços auxiliares dos transportes e correio, com -13,8% (pior resultado para o mês de março da série histórica), e Outros Serviços, com -12,8% (décima sexta taxa negativa e o pior março da série histórica). O único setor que teve alta foi o de Serviços prestados às famílias com um aumento de 7,5% em relação a março de 2018, setor este que compõe restaurantes e hotéis, acumulando no ano crescimento de 7,1%.

No que se refere aos resultados regionais do setor de serviços em março, na comparação com igual mês do ano anterior, Goiás apresentou variação negativa (sétima maior queda entre as unidades da federação), assim como o Brasil. Regionalmente, 23 das 27 unidades da federação assinalaram diminuição do volume de serviços em março de 2019. O Gráfico 3 abaixo permite posicionar o desempenho do volume de serviços de Goiás em relação às demais Unidades da Federação.

Pesquisa Mensal de Serviços produz indicadores que permitem acompanhar o comportamento conjuntural do setor de serviços no País, investigando a receita bruta de serviços nas empresas formalmente constituídas, com 20 ou mais pessoas ocupadas, que desempenham como principal atividade um serviço não financeiro, excluídas as áreas de saúde e educação.

Variação percentual de Volume dos Serviços por Unidades da Federação em mar/2019-mar/2018, sem ajuste sazonal para o Brasil e Unidades da Federação investigadas. Fonte: IBGE, Diretoria de Pesquisa, Coordenação de Serviços e Comércio

Fonte: IBGE, Diretoria de Pesquisa, Coordenação de Serviços e Comércio.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui