Temer vira réu por organização criminosa e obstrução de Justiça

0
39
Foto: Dida Sampaio/Estadão

Agora pela Justiça Federal de Brasília, o ex-presidente da RepúblicaMichel Temer (MDB) se tornou réu, pela sexta vez. De acordo com decisão do juiz Marcus Vinícius Reis Bastos, ele responderá por organização criminosa e obstrução de Justiça.

Foto: Dida Sampaio/Estadão

Na organização criminosa, são acusados, também, os ex-ministros Eliseu Padilha e Moreira Franco. A decisão parte de uma denúncia feita pelo procurador-geral da República da época, Rodrigo Janot, no Supremo Tribunal Federal, em 2017.

Ela voltou à tona no mês passado, quando foi retificada pelo Ministério Público Federal de Brasília, que acusa Temer de ter incentivado o empresário Joesley Batista e um sócio do grupo J&F a repassar “vantagens indevidas” a Eduardo Cunha (MDB), ex-presidente da Câmara dos Deputados.

O repasse seria para evitar que Cunha fizesse delação premiada. A denúncia foi reforçada por um áudio em que o Temer supostamente pede que Joesley mantenha o pagamento. “A denúncia se fez acompanhar de documentos que lhe conferem verosimilhança”, disse o juiz Marcus Vinícius Reis Bastos.

Os réus têm dez dias para apresentar a defesa por escrito. Enquanto isso, o juiz analisa provas e coleta depoimentos. Somente após isso é que os réus serão interrogados.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui