Vereador conhece realidade dos parques tecnológicos no Brasil

0
19

O vereador Gustavo Cruvinel (PV) esteve nesta quarta, 12, em Brasília, participando de audiência pública promovida pela Comissão de Ciência e Tecnologia, a partir de iniciativa do senador Vanderlan Cardoso (PR-GO). Na oportunidade, foi mostrado o quadro dos parques tecnológicos existentes no país, com ênfase aos projetos que estão dando certo e às necessidade de adaptações nas legislações estaduais e municipais, para a viabilização desses parques. Segundo o vereador, “há um amplo campo se abrindo na área de tecnologia, que pode ser aproveitado por cidades que oferecem oportunidades, como é o caso de Goiânia”.

No Brasil – Hoje existem no país 103 parques tecnológicos43 em operação, 37 em implantação e 23 na fase de projetos. A ideia é reunir, em um mesmo local, pesquisadores, universidades, empresas e incubadoras, com foco na inovação. É uma atividade que já movimenta 1,3 mil empresas e 4 mil pesquisadores, gerando quase 40 mil empregos diretos. Um dos exemplos montados é o Parque montado na Unicamp, que reúne startups, ao lado de gigantes do mercado, como IBM e Motorola.

Em Goiânia – As atividades começam a ser desenvolvidas no Campus Samambaia da UFG, mas ainda é necessária a articulação de forças para a consolidação do polo. Uma reunião sobre o assunto será realizada, ainda em junho, com autoridades estaduais, visando encaminhar solução para a infraestrutura do local. Na Câmara Municipal de Goiânia, os vereadores Gustavo Cruvinel e Lucas Kitão estão criando uma Frente Parlamentar, para tratar do assunto, e que deve começar a funcionar ainda neste mês. Segundo Gustavo, essa frente vai concentrara discussão no âmbito do legislativo municipal. “Tudo o que precisar ser feito será encaminhando pela Frente, visando agilizar esses processos legislativos.”

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui