André Mendonça escolhe delegado da PF para comandar órgão de inteligência

0
39

O delegado da PF (Polícia Federal) Thiago Marcantonio Ferreira será o novo chefe da Diretoria de Inteligência da Seop (Secretaria de Operações Integradas). Ele foi a escolha do ministro da Justiça e Segurança Pública, André Mendonça, para substituir Gilson Libório, afastado do cargo na última 2ª feira.

Ferreira, que estava atuando como assessor especial de Mendonça, vai comandar um órgão acusado de monitorar 579 servidores federais e estaduais que fazem oposição ao governo de Jair Bolsonaro – o dossiê foi revelado pela Uol há 10 dias. Seu nome foi escolhido para aplacar os ânimos, assim como a determinação do ministro de apurar o caso internamente e dar transparência.

Sobre isso, o ministério se manifestou brevemente na semana passada, quando afirmou que a Seopi produz relatórios de inteligência para “prevenir situações de risco para a segurança pública”. A nota informou também que essa estrutura é mantida desde o governo Lula e que a pasta “não atua para investigar, perseguir ou punir cidadãos”, mas, segundo a nota, age sempre “dentro da mais estrita legalidade”.

Apesar disso, na última 2ª feira, Mendonça abriu uma sindicância interna para apurar o trabalho da Seop. “A Comissão foi designada através da Portaria COGER nº 158/2020 e é composta por um delegado de Polícia Federal, integrante da Corregedoria-Geral do MJSP; um Procurador da Fazenda Nacional e um Auditor Federal de Finanças e Controle da Controladoria-Geral da União. Como medida considerada adequada à realização dos trabalhos da Comissão, o ministro decidiu pela substituição da chefia da Diretoria de Inteligência da SEOPI”, diz nota.

criação de site

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui