Aparecida de Goiânia: eventos públicos e privados continuam suspensos

0
100

O Comitê Municipal de Prevenção e Enfrentamento a Covid-19 de Aparecida de Goiânia decidiu que eventos públicos e privados de qualquer natureza, que envolvam aglomerações de pessoas continuarão suspensos por tempo indeterminado no âmbito do município. A Portaria N° 043/2021 que estabelece especificações para atividades esportivas, de lazer e feiras livres e especiais foi publicada no Diário Oficial Eletrônico (DOE) nesta segunda-feira (19/4).

Pela regra, reuniões em áreas comuns de condomínios, inclusive áreas de churrasqueiras e salões de festa também estão proibidas por tempo indeterminado, com exceção das quadras e piscinas. As atividades de condicionamento físico e ensino esportivo nas modalidades coletivas, com exceção dos treinos e atividades individuais, continuam suspensas. O funcionamento de clínicas de estética também permanece suspenso.

Confira o documento aqui.

Feiras

Em feiras livres e especiais está proibido o consumo de alimentos em barracas e bancas, bem como o uso de mesas e cadeiras para fregueses nesses locais. A venda de acessórios e utilidades está suspenso em feiras com mais de 100 barracas, ou seja, em feiras grandes fica limitado à venda de gêneros alimentícios (hortifrutigranjeiro).

Cantinas, lanchonetes ou similares em quadras poliesportivas/arenas devem permanecer fechadas, não sendo permitida a atividade mesmo que apenas para retirada no balcão. No dia de fechamento das macrozonas, bares, restaurantes e lanchonetes só poderão funcionar na modalidade delivery, drive-thru ou retirada no balcão.

Escalonamento

Todas as atividades econômicas não essenciais continuam submetidas ao regime de isolamento social por escalonamento regional desde o dia 15 de março. Neste cenário de risco amarelo (moderado) duas das dez macrozonas do município fecham um dia da semana de segunda a sexta-feira e a cidade inteira fecha aos domingos.

Não serão incluídos no regime de escalonamento as obras da construção civil no município desde que realizem o transporte de seus funcionários; bares, restaurantes, lanchonetes e similares, limitado às modalidades delivery, retirada no local, ou drive-thru; supermercados, hipermercados e mercearias, desde que respeitados os requisitos estabelecidos pela Portaria nº 040/2021-GAB/SMS, sem prejuízo das demais normas específicas.

criação de site

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui