Base Federal da reserva Yanomami é atacada por homens armados

0
34

Homens armados furaram o bloqueio de fiscalização na Terra Indígena Ianomâmi, em Roraima, e atiraram contra agentes do Ibama, na quinta-feira 23.

De acordo com o Ibama, os criminosos desciam o rio Uraricoera em sete “voadeiras” de 12 metros carregadas de cassiterita, um tipo de minério. O carregamento roubado da terra indígena foi identificado por drones operados pelo instituto.

 

Os suspeitos atiraram contra agentes que haviam abordado uma das embarcações. Houve confronto e um dos homens baleado foi preso. Após o ataque, os criminosos fugiram.

 

“Foi um ataque criminoso programado. Todos aqueles que tentarem furar o bloqueio serão presos”, disse o presidente do Ibama, Rodrigo Agostinho.

O ponto de fiscalização fica na comunidade indígena de Palimiú. Em nota, a Polícia Federal (PF) informou que parte do efetivo envolvido na operação foi mobilizada para a região. A tropa conta com apoio de helicópteros das Forças Armadas.

A segurança da base de controle, instalada em 7 de fevereiro, é feita por agentes da Força Nacional de Segurança Pública, da Polícia Rodoviária Federal e do Ibama.

O objetivo principal da base é impedir a entrada de barcos com suprimentos e equipamentos para garimpos no território ianomâmi. Desde a instalação de uma barreira física com cabos de aço, em 20 de fevereiro, nenhum barco carregado seguiu em direção aos garimpos.

A fiscalização ocorre com foco na destruição de toda estrutura usada pelos garimpeiros e para interromper o envio de suprimentos para o garimpo e o possível escoamento do minério extraído ilegalmente.  O Ibama pediu à PF reforço da segurança na base.

fonte: R.O

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui