Caiado: “aulas só devem retornar quando houver vacina contra a Covid-19”

0
42

O governador Ronaldo Caiado disse, na manhã desta quarta-feira (29), que é contra o retorno das aulas presenciais até que se tenha uma vacina para a Covid-19. “O momento ideal é quando nós tivermos a vacina para aplicar no estudante e no professor. Ele não vai levar [o vírus] para casa e o professor não vai ser contaminado, e nem seus pais serão contaminados”, afirma.

“Eu estou dizendo a minha opinião em relação ao momento”, complementa, em solenidade de lançamento do programa Minha Vaga da UEG (assista a seguir).

https://www.facebook.com/watch/?v=336653551060776

No Brasil, uma vacina contra a Covid-19 por meio do Sistema Único de Saúde (SUS), caso não haja nenhuma intercorrência, poderá começar a ser aplicada na população somente em janeiro de 2021. Nesta terça-feira (28), o Conselho Estadual de Educação (CEE) recomendou que o retorno das aulas presenciais seja suspenso até 31 de agosto, e a manutenção do regime não-presencial como medida preventiva contra o coronavírus. A recomendação é assinada pelo presidente do CEE, Flávio Roberto de Castro. Confira a resolução Resolução CEE CP 13_2020 REANP até 31_08 Para Caiado, o fator preocupante é a transmissibilidade do vírus por meio de crianças e adolescentes ao se deslocarem para as escolas. “A criança e o jovem, com raríssimas exceções, é que têm o comprometimento da doença com alguma gravidade, mas têm o potencial de transmissão altíssimo”, afirma o governador.

Curva

Na manhã de segunda-feira (27), em entrevista à Sagres, a superintendente de Vigilância em Saúde da Secretaria Estadual da Saúde (SES-GO), Flúvia Amorim, disse que espera que se concretize a previsão de estudos da Universidade Federal de Goiás (UFG) sobre o pico da pandemia em Goiás para a próxima semana. Na tarde do mesmo dia, nota técnica da SES-GO e decreto do governo recomendaram a manutenção das atividades econômicas por tempo indeterminado, mas que as aulas presenciais de instituições públicas e privadas permaneçam suspensas. Para Caiado, a curva da Covid-19 no estado continua crescente. “Nós ainda temos uma curva ascendente. Ontem (28) mesmo busquei os relatórios de todos os hospitais estaduais de Goiás, os hospitais de campanha, e ainda temos uma demanda que oscila entre 83%, 85%, chegando a 90% de ocupação de leitos, depois vem para mais ou menos 80% de novo. Está oscilando ainda em um percentual alto”, conclui. Veja os estados que já programaram a volta das aulas presenciais: Maranhão – 10 de agosto Rondônia –  agosto (a definir) Tocantins – setembro (a definir) Rio Grande do Norte – 17 de agosto Distrito Federal – 31 de agosto Acre – 8 de setembro Santa Catarina – 8 de setembro São Paulo – 8 de setembro Piauí-  22 de setembro. Paraná – setembro (a definir) Assista à coletiva do governador nesta quarta-feira (29)

Goiás foi reconhecido como cenário de calamidade pública pelo governo federal

Fonte: Sagres Online

criação de site

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui