CNH Social tem mais 3 mil selecionados

0
171

Aprovados devem fazer matrícula pela internet em até 15 dias. Projeto permite obter, mudar ou adicionar categoria na carteira de habilitação de graça.

O Departamento Estadual de Trânsito de Goiás (Detran-GO) divulgou, nesta terça-feira (23), os nomes de mais 3 mil classificados no programa CNH Social, que permite obter, mudar ou adicionar categoria na carteira de habilitação de graça. Os selecionados devem fazer a matrícula on-line até o dia 7 de abril.

Além de se matricular no site do Detran, o candidato selecionado precisa entregar toda a documentação presencialmente em unidades do Detran-GO, Ciretrans ou Vapt Vupt, mediante agendamento pela internet, em um prazo de 30 dias, também a partir da data desta terça-feira (23).

De acordo com o órgão, nas edições anteriores do projeto, o prazo para a entrega da documentação era de 15 dias. Porém, desta vez, foi estendido por mais 15 por conta do decreto estadual que determina o revezamento de atividades não essenciais para evitar a Covid-19. Segundo o Detran-GO, o descumprimento do prazo gera a desclassificação do candidato.

Os beneficiados vão receber a isenção de taxas como inclusão no Registro Nacional de Carteira de Habilitação (Renach), Licença de Aprendizagem de Direção Veicular, agendamento de prova teórica, agendamento de exame prático, exame médico e psicológico, além das aulas e provas teóricas e práticas. Também são oferecidos até três retestes gratuitos, caso necessário.

Quase 42 mil inscritos

De acordo com o Detran-GO, ao todo, foram quase 42 mil inscrições no programa. A modalidade mais concorrida foi a Urbana, que teve 35.873 inscritos, seguida da Estudantil (3.758) e Rural (2.326). As vagas remanescentes serão divulgadas na lista de segunda chamada no dia 30 de abril.

  • Modalidade estudantil: os estudantes devem ter entre 18 e 25 anos, estar com cadastro ativo no CadÚnico, ter cursado e concluído o ensino médio na rede pública estadual. Para esta modalidade, um dos critérios de desempate será a nota média apurada pela Secretaria de Educação do Estado de Goiás.
  • Modalidade urbana: é preciso saber ler e escrever, ser inscrito no CadÚnico e morar em cidade.
  • Modalidade rural: é preciso morar na zona rural, estar inscrito no CadÚnico e saber ler e escrever.

Os critérios técnicos estabelecidos no edital para o desempate são: menor renda ‘per capta’ familiar- maior número e componentes do grupo familiar; benefício do Renda Família; e data e hora da inscrição.

O programa tem quatro etapas: inscrição, classificação, matrícula e o processo de habilitação. Segundo o edital, do total de vagas abertas, 5% são destinadas às pessoas com deficiência.

criação de site

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui