Dois são presos em farmácia que vendia medicamentos adulterados e vencidos

0
59

Dupla suspeita de comercializar até amostras grátis. Entre as unidades fraudadas estão medicamentos para esclerose múltipla com custo de R$ 3 mil

Uma operação da Polícia Civil (PC) flagrou, na tarde de terça-feira (12), uma farmácia de Goiânia que vendia amostras grátis com medicamentos adulterados e impróprios para o consumo. A ação também resultou na prisão de duas pessoas. Policiais da Delegacia de Repressão a Crimes contra o Consumidor (Decon) e fiscais da Vigilância Sanitária estiveram no estabelecimento localizado no Setor Leste Vila Nova. Lá, foram encontrados, inicialmente, diversos medicamentos vencidos.

Durante as diligências, os investigadores identificaram remédios controlados sem informações sobre a origem do produto e outros cujas embalagens tinham sido alteradas. Segundo a PC, a farmácia apagava a expressão “amostra grátis” e vendia os remédios como unidades convencionais.

Ainda conforme expõe a corporação, alguns dos itens adulterados são bastante caros e alguns chegam a custar mais de R$ 3 mil cada. Os remédios eram utilizados para tratar doenças graves como esclerose múltipla, por exemplo.

Em um laboratório, nas proximidades da farmácia, também foram apreendidos insumos farmacêuticos com data de validade expirada.

(Foto: divulgação/PC)

(Foto: divulgação/PC)

criação de site

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui