Hospitais privados de Goiás têm 94% dos leitos de UTI para covid-19 ocupados

0
89

Fiocruz classifica “alerta crítico” no estado

A taxa de ocupação de leitos de UTI para tratar covid-19 na rede privada de Goiás está em 94,06%. O dado foi retirado na tarde desta segunda-feira (5/4) da plataforma de monitoramento do vírus, disponibilizada pela Secretaria Estadual de Saúde (SES-GO). Apesar da alta taxa em unidades hospitalares da rede particular, o índice geral em UTIs para covid-19 no estado caiu para 87,8%.
De acordo com os números da SES-GO, dos 219 leitos disponibilizados em hospitais particulares de todo o estado para o tratamento intensivo de pacientes com o novo coronavírus, 206 estão ocupados. O número representa ainda a situação caótica vivida pelo sistema de saúde nacional.
Em boletim extraordinário do Observatório Covid-19, publicado no último dia 30 de março pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), Goiás figura entre os estados brasileiros com alerta crítico sobre a taxa de ocupação dos leitos de UTI para tratar pacientes infectados com o vírus.
De acordo com o levantamento da Fiocruz, até o dia 4 de janeiro de 2021, a situação dos leitos de UTI para covid-19 em Goiás era de alerta baixo. No entanto, desde o dia 1º de fevereiro, a rede hospitalar entrou em alerta crítico no estado, cenário que não mudou desde então.
Apenas nas últimas 24 horas, conforme boletim epidemiológico publicado pela Secretaria Estadual de Saúde (SES-GO) nesta segunda (5), Goiás registrou mais 1.951 casos e 49 mortes pelo novo coronavírus.
Fonte: A Redação
criação de site

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui