Inova Goiás: Marconi Perillo empossa membros do Conselho Superior de Inovação

0
124

Vice-governador e secretário de Desenvolvimento Econômico, José Eliton, que coordena execução do Inova Goiás, é um dos integrantes do conselho

O governador Marconi Perillo empossa nesta segunda-feira (16/11), às 14h, em solenidade no Palácio das Esmeraldas, em Goiânia, os membros do Conselho Superior de Inovação, que acompanhará a execução do Programa de Inovação e Tecnologia do Estado de Goiás – Inova Goiás. Trata-se de uma instância consultiva, ligada diretamente ao gabinete do governador, que irá avaliar e, se necessário, reorientar as ações que estão sendo implementadas no estado para estimular e promover a inovação nos setores produtivos e a modernização dos serviços públicos.marconi-rodrigo-cabral
O vice-governador e secretário de Desenvolvimento Econômico, José Eliton, integra o Conselho de Inovação, instituído na solenidade de lançamento do Inova Goiás, em setembro deste ano. A SED é a coordenadora do processo de execução do Inova, o maior e mais ousado programa de inovação do país, que reúne cerca de 40 ações estratégicas para alavancar o desenvolvimento econômico e social do estado de Goiás, com foco na inovação. Estão previstos investimentos da ordem de R$ 1 bilhão no Inova Goiás até 2018. A Secretaria de Gestão e Planejamento (Segplan) é parceira do projeto.
Após a solenidade de posse, os conselheiros realizarão a primeira reunião ordinária para discutir questões relativas à execução do programa Inova Goiás e definição de diretrizes para o funcionamento do Conselho. Também será uma oportunidade para os conselheiros se aprofundarem no conhecimento do programa.

Os empossados
Além do vice-governador e secretário José Eliton serão empossados: Maria Zaira Turchi, presidente da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Goiás (Fapeg) e vice-presidente do Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (Confap); Cristovam Buarque, ex-ministro da Educação, ex-governador do DF e senador da República; e Jorge Gerdau, empresário e presidente do Conselho de Administração do Grupo Gerdau e presidente fundador do Movimento Brasil Competitivo.
E ainda: Milton de Abreu Campanário, economista e membro do Conselho Científico do Núcleo de Política e Gestão da Tecnologia (PGT) da Universidade de São Paulo (USP); Vanderlei Salvador Bagnato, pesquisador e coordenador da Agência USP de Inovação; Wolmir Therezio Amado, reitor da Pontifícia Universidade Católica de Goiás (PUC Goiás); Orlando Afonso Valle do Amaral, reitor da Universidade Federal de Goiás (UFG); Haroldo Reimer, reitor da Universidade Estadual de Goiás (UEG); Cristiano Roriz Câmara, presidente da Organização Jaime Câmara; e Thiago Peixoto, economista, deputado federal licenciado e secretário de Gestão e Planejamento.
Papel
De acordo com o vice-governador e secretário de Desenvolvimento Econômico, o Conselho Superior terá papel fundamental na condução do Inova Goiás. “Considerando a trajetória de todos os membros do conselho que, direta ou indiretamente, buscam agregar o conhecimento científico, a pesquisa, novas técnicas e a ética a serviço da população brasileira, o governo de Goiás espera que a participação desses conselheiros, como parceiros do Inova Goiás, possa tornar mais valorosos os esforços no sentido de alavancar o desenvolvimento econômico e social do estado”, disse.
A criação do Conselho Superior de Inovação foi a primeira ação formal do programa Inova Goiás. A instância foi anunciada pelo governador Marconi Perillo na solenidade de apresentação do Inova Goiás, no início do mês de setembro, que contou com a participação de representantes do governo, da academia, dos centros de ciência, tecnologia e inovação, dos municípios e dos vários setores produtores do estado de Goiás.

O Inova
O programa Inova Goiás veio para mudar o perfil sócio-econômico do estado, promovendo a inserção das tecnologias e incentivando a inovação no meio das empresas, aproximando o setor acadêmico e de pesquisa do setor privado, de forma a gerar produtos mais competitivos e melhorar a qualidade dos empregos e da renda das famílias. Para isso, além da articulação entre o governo, as universidades e as empresas, o governo vai criar no estado a mais estruturada plataforma tecnológica do país.
O território goiano será mapeado para a definição de Rotas da Inovação que ligarão os diferentes polos de excelência. Esses polos vão ser estruturados a partir da Rede de Institutos Tecnológicos do Estado de Goiás (Itegos) e aglutinarão, num mesmo espaço, as unidades de educação profissional e tecnológica, as universidades, as incubadoras, os órgãos públicos de apoio à inovação e as empresas de base tecnológica. O objetivo do governo é fazer, desses polos, referências em inovação em áreas específicas no país e no mundo.
Além de instituir ambientes de inovação em todas as regiões, o governo estimulará a transformação de processos e produtos no estado mediante a oferta de incentivos fiscais e financeiros para quem quiser inovar. O Inova Goiás tem ações específicas nesse sentido. Mas, ao mesmo tempo que incentiva essas mudanças nos setores produtivos, o governo investe na modernização da máquina administrativa para oferecer serviços de melhor qualidade à população.

criação de site