Justiça suspende visita presencial de advogados a todos os presídios de GO

0
85

O Tribunal de Justiça de Goiás (TJGO) suspendeu nesse último domingo (16/05) uma decisão de primeiro grau, que havia mantido a normativa da Diretoria-Geral de Administração Penitenciária (DGAP), limitando o acesso presencial de advogados a presos nas unidades prisionais de todo o Estado.

Segundo a normativa da DGAP, a medida é para conter o avanço da pandemia da Covid-19, mantendo como alternativa, a videoconferência. A decisão judicial atendeu uma ação ajuizada pela Procuradoria-Geral de Goiás (PGE).

A relatoria foi da desembargadora Maria das Graças Carneiro Requi, que destacou “a supremacia do interesse público sobre o interesse privado impõe-se no presente caso, notadamente por se tratar de contexto de pandemia da Covid-19, devendo o direito à saúde e à vida dos reeducandos se sobrepor ao direito de visitas do advogado.”

A Ordem dos Advogados Brasileiros (Seccional Goiás) ingressou nessa segunda-feira (17/05) com um Agravo Interno. O presidente da entidade, Lucio Flavio Paiva, ressaltou “que não se trata de ato administrativo que regula ou organiza os atendimentos, mas sim impede que isso ocorra – uma teratologia manifesta, mormente quando todas as atividades presenciais estão sendo retomadas, inclusive no judiciário”, disse.

criação de site

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui