Polícia localiza mais de 100 foragidos da Justiça que se cadastraram para receber o auxílio emergencial

0
32

Do total, 33 deles já estavam presos. Prejuízo até o momento é de R$ 16,6 milhões.

A Polícia Civil cumpriu mandados de prisão contra mais de 100 pessoas que se cadastraram para receber o auxílio emergencial do governo federal estando foragidas ou presas, em Goiás. O benefício é dado a trabalhadores informais e autônomos durante o período de pandemia da Covid-19. Juntos, eles receberam um total de R$ 16,6 milhões.

As prisões foram feitas após troca de informações entre a Controladoria-Geral da União (CGU) e a Polícia Civil. Eles foram descobertos após fazerem o cadastro para receber o auxílio.

Em nota, a Caixa Econômica Federal disse que vem colaborando com as investigações da Polícia Federal e esclarece que a responsabilidade pela análise de quem tem o direito ao benefício é da Dataprev e do Ministério da Cidadania.

Do total de 106 investigados, 33 já estavam presos. Eles respondem por crimes como roubo, homicídio, furto, tráfico, porte ilegal de armas e estupro.

Todos os presos foram ouvidos e as declarações serão enviadas para a Polícia Federal. Agora, eles também vão responder pelos crimes de falsidade ideológica e estelionato.

A maior parte dos investigados recebeu parcela de R$ 600, mas, em alguns casos, suspeitos receberam R$ 1,2 mil em uma única parcela. A segunda e terceira parcelas devem ser suspensas, evitando uma perda de R$ 33 milhões.

criação de site

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui