Prefeitura de Aparecida e Correios definem área para viabilizar BRT na Vila Brasília

0
398
????????????????????????????????????

O prefeito Maguito Vilela e o diretor adjunto do Correios, Valdeir Pimenta, definiram a área que será permutada entre a prefeitura e o órgão para construção do terminal de embarque e desembarque de passageiros do Bus Rapid Transit (BRT) Norte-Sul na congruência das avenidas Rio Verde, Paraguassu e Tapajós, na Vila Brasília. A área fica na região leste de Aparecida, próxima à extensão do Anel Viário e do desvio da BR-153, no Jardim Verde Vale.

????????????????????????????????????

 “É uma região que está se desenvolvendo rapidamente em Aparecida e se tornará num mastercomplexo de infraestrutura e logística do município, abrangendo o futuro aeroporto executivo, o Campus da Universidade Federal de Goiás (UFG), Eixo Norte-Sul 01 (NS01) e o desvio da BR-153 que também está sendo viabilizado”, ressaltou o prefeito Maguito Vilela. A área analisada pelo órgão e que será reavaliada pela prefeitura possui 18 mil m² e custa o equivalente a R$ 6,4 milhões.

 O interessante na visão dos Correios, é que a área permitirá ao órgão construir um novo Centro de Distribuição de Cartas e Encomendas na cidade. “Por se tratar de uma permuta, a área não pode ter valor venal maior ou menor que a atual área dos Correios na Vila Brasília. Não há nenhum impedimento da Direção Nacional para a permuta, o que queremos aqui é desburocratizar o processo e dar agilidade para a obra do BRT”, destacou o diretor regional do Correios em Goiás, Sérgio Repolho.

Segundo o prefeito Maguito Vilela, a transferência das áreas deve ser acelerada para que o projeto, que é de interesse público, seja viabilizado em Aparecida, já que as obras da frente Norte do BRT (em Goiânia) já estão avançadas. “Estamos resolvendo um problema público que beneficiará a população das duas cidades. O objetivo aqui é simplificar o processo, claro, dentro da legislação, para dar celeridade às obras do BRT”.

 A reunião técnica também foi acompanhada pelo presidente da Companhia Metropolitana de Transporte Coletivo (CMTC), Murilo Ulhôa. A prefeitura quer que a companhia realize Estudo de Viabilidade de Extensão do BRT Norte Sul entre o Terminal Cruzeiro e o Terminal Garavelo. “O prefeito Maguito Vilela demonstrou interesse em expandir o BRT até aquela região. Faremos o estudo em agosto para saber se o projeto é ou não viável para ambas as partes”, relatou o presidente.

 Também participaram da reunião os secretários Euler Morais (Governo), Carlos Eduardo de Paula (Fazenda), Júlio Lemos (Habitação), Ozéias Laurentino Júnior (Comunicação), Valdemir Souto (SMTA), o coordenador da implantação do BRT, Ubirajara Abud, e o diretor adjunto dos Correios, Valdeir Pimenta.

 BRT – Considerado um dos principais projetos de mobilidade do país, o BRT é um corredor exclusivo para ônibus que interligará a Região Noroeste da Capital ao município de Aparecida. Dos 21,8 quilômetros de extensão do corredor, oito serão em Aparecida de Goiânia. O projeto prevê a interligação dos dois municípios partindo do Terminal Cruzeiro do Sul, que fica na Avenida Rio Verde – passando pela Vila Brasília – até o Terminal Recanto do Bosque, em Goiânia.

 O sistema BRT (Bus Rapid Transit) contará, incialmente, com quase 100 ônibus, distribuídos em quatro linhas distintas. Serão 22 quilômetros de pista exclusiva, seis terminais e 39 estações, para transportar 112 mil passageiros diariamente. Os ônibus do BRT irão circular na velocidade estimada de 28 km/h, o dobro da velocidade atual. A frota atenderá 148 bairros da capital e de Aparecida. A expectativa é que o sistema tenha capacidade para transportar uma média de 15 mil pessoas em horários de pico.

​​
criação de site