Prefeitura de SP cria a bandeira 3 para taxistas. Decisão não agrada

0
289

A Prefeitura de São Paulo publicou nesta quarta-feira (6), no Diário Oficial da Cidade, uma portaria que autoriza os taxistas a cobrarem a bandeira 3. A tarifa corresponde ao acréscimo de 30% ao valor cobrado da bandeira 2. O Sindicato dos Taxistas Autônomos de São Paulo (Sinditaxi) é contra a medida (veja mais abaixo).

A cobrança só poderá ser ativada em viagens iniciadas na saída de grandes eventos como shows, eventos esportivos, congressos e feiras. Esses eventos terão que ser cadastrados previamente no Departamento de Transportes Públicos (DTP).

O taxista terá que, obrigatoriamente, avisar o passageiro sobre a cobrança antes que a viagem seja iniciada. O acréscimo das bandeiras 2 e 3 são opcionais dos taxistas.

Caso o taxista não verifique seu taxímetro, estará sujeito à fiscalização e sanções do DTP.

Sindicato é contra

De acordo com o presidente do Sindicato dos Taxistas Autônomos de São Paulo (Sinditaxi), Natalício Bezerra Silva, a medida não satisfaz os pedidos da categoria. Os motivos da insatisfação do sindicato serão descritos em um ofício que será encaminhado para a Prefeitura.

“O sindicato não pediu e a categoria não quer essa medida da bandeira 3. Esse pedido não veio do Sinditaxi, que representa 38 mil taxistas autônomos na cidade. Nós somos contra a medida e vamos encaminhar, ainda hoje, um documento para a Prefeitura buscando reverter essa portaria”.

Como ficam as tarifas

  • Bandeira 1 (das 6h às 20h, de segunda a sábado): R$ 4,50 mais a tarifa de R$ 2,75 por km rodado;
  • Bandeira 2 (das 20h às 6h, de segunda a sábado, e o dia todo aos domingos): Acréscimo opcional de 30% sobre a tarifa quilométrica;
  • Bandeira 3 (viagens iniciadas em grandes eventos previamente cadastrados no DTP): Acréscimo opcional de 30% sobre a tarifa da Bandeira 2.
criação de site

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui