Presidente da Anvisa diz que Brasil não pode atrair “turismo antivacina”

0
97

O presidente da Agência Nacional da Vigilância Sanitária (Anvisa), Antônio Barra Torres, voltou a defender nesta sexta-feira a exigência da comprovação de vacinação para entrada de viajantes no Brasil e disse que o país não pode atrair o que chamou de “turismo antivacina”.

“O Brasil se torna atraente para o turista como sempre foi. Agora, não pode ser atraente para o turismo antivacina. Isso não é razoável, isso não é aceitável e nós iremos às últimas consequências defendendo nossas posições, que são baseadas em Ciência para proteger nosso cidadão”, disse em entrevista à GloboNews.

A entrevista foi concedida pouco depois de a Anvisa anunciar que recomendou ao governo federal a restrição de voos e viajantes vindos de países do sul da África após a detecção na África do Sul de uma nova variante do coronavírus. A adoção da exigência de comprovação de vacina já havia sido recomendada pela agência ao governo.

Barra Torres disse na entrevista que a recomendação da restrição anunciada mais cedo é uma medida preventiva necessária.

Cabe ao governo do presidente Jair Bolsonaro acatar ou não as recomendações da Anvisa. Barra Torres disse esperar uma decisão do governo “no menor tempo possível”.

A exigência de vacinação para viajantes que entram no Brasil enfrenta resistências dentro do governo, especialmente de Bolsonaro.

criação de site

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui