Refugiado afegão morre atingido por disparos da polícia na Bulgária

0
231

Um refugiado do Afeganistão morreu baleado na noite da quinta-feira (15) na fronteira entre a Turquia e a Bulgária. Segundo as informações do governo, ele foi atingido por um disparo de advertência da polícia de fronteira búlgara. Este é o primeiro caso de refugiado morto baleado ao tentar imigrar para a Europa.

 
O presidente da Bulgária, Rossen Plevneliev, lamentou a morte do imigrante afegão e pediu uma ação “rápida” da União Europeia para enfrentar a crise migratória, segundo a agência AFP.

“Este trágico incidente me dá a oportunidade de pedir medidas rápidas da União Europeia”, afimou Plevneliev em um comunicado.

Um funcionário do Ministério do Interior daBulgária explicou que o afegão foi atingido por um disparo quando a polícia tentava dispersar um grupo de 54 refugiados que tentavam entrar ilegalmente no país, segundo a EFE.

O tiro atingiu o pescoço da vítima, que morreu a caminho do hospital, explicou o secretário-geral do Ministério do Interior da Bulgária, Georgui Kostov. A vítima tinha entre 20 e 30 anos.

O incidente ocorreu perto da cidade de Sredez, no sul da Bulgária, perto da fronteira com a Turquia. Policiais teriam pedido que o grupo parasse e retornasse ao território turco. O grupo não teria atendido ao pedido e então um dos policiais realizou disparos.

Os demais refugiados, que o funcionário búlgaro qualificou como “agressivos”, foram detidos e as autoridades locais iniciaram uma investigação sobre o incidente.

O primeiro-ministro da Bulgária, Boiko Borisov, foi informado sobre o ocorrido durante a cúpula de líderes da União Europeia (UE) em Bruxelas e decidiu voltar imediatamente a Sófia

criação de site