Salas de aplicação de testes de Covid-19 da Drogasil em Goiânia são interditadas

0
74

De acordo com a Secretaria de Saúde, a rede de farmácias deixou de fazer as adequações necessárias para obter o alvará

A rede de farmácias Raia Drogasil não aplica mais testes de Covid-19 em Goiânia. Ao tentar fazer o agendamento pelo site, o interessado recebe uma mensagem informando que o agendamento foi suspenso temporariamente e será retomado após a normalização do abastecimento. No entanto, a reportagem apurou que, na capital, a rede suspendeu o serviço após a Vigilância Sanitária interditar temporariamente suas salas de aplicação.

Quem tenta fazer o agendamento do teste de Covid-19 pelo site, recebe a seguinte mensagem: “Suspendemos temporariamente o agendamento de testes COVID-19. Nos próximos dias, com o abastecimento normalizado, retomaremos o agendamento on-line. Procure a farmácia mais próxima para ter outras informações. Agradecemos a compreensão”.

Porém, a reportagem entrou em contato com três unidades da Drogasil em Goiânia e ouviu dos funcionários de duas delas que a suspensão na capital se deve à interdição das salas de aplicação dos testes pela Vigilância Sanitária. Segundo os funcionários, não há nenhuma unidade da Drogasil na capital aplicando os testes, somente algumas em Senador Canedo e Trindade.

Falta de adequação para aplicação de testes de Covid-19

Em nota enviada ao Mais Goiás, a Secretaria Municipal de Saúde confirmou as interdições das salas de aplicação de testes da Drogasil. De acordo com a pasta, o fato veio após a rede de farmácias deixar de realizar as adequações na estrutura física solicitadas. Veja a nota abaixo:

“A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) esclarece que o estabelecimento em questão solicitou alvará sanitário à Vigilância Sanitária de Goiânia (VISA) para realização de testes de Covid-19, mas como não realizaram as adequações na estrutura física solicitadas pela Visa, as salas de testagens foram interditadas”.

De acordo com a diretora da Vigilância Sanitária, Fabiana Darelli, a interdição das salas é em caráter temporário e ocorre numa “fiscalização de rotina em todas as farmácias”, não sendo especificamente somente na Drogasil. Entre os motivos que levaram à interdição estão: risco sanitário alto com risco de contaminação dos profissionais e clientes; falta estrutura física adequada; falta de alvará sanitário para os procedimentos e falta de projeto arquitetônico.

Uma reunião entre a Vigilância Sanitária e a Drogasil está agendada para a próxima sexta-feira (14), para verificar as adequações. O Mais Goiás entrou em contato com a RPMA, responsável pela comunicação da Raia Drogasil, e aguarda um retorno. O espaço permanece aberto.

Aumento na procura por testes de Covid-19

De acordo com informações do jornal Folha de São Paulo, os estoques de testes da rede Drogasil no resto do país se esgotaram devido à alta demanda da população. Conforme a rede ao jornal, “a expectativa é que o agendamento seja normalizado ainda nesta semana”.

Em Goiânia, laboratórios particulares registraram aumento de 60% na procura por testes de Covid-19, no final do ano passado. Segundo o Sindicato dos Laboratórios de Análises e Bancos de Sangue de Goiás (Sindilabs), a alta se deve principalmente à exigência de apresentação de exames para o acesso de eventos e espaços públicos. As viagens de final de ano também contribuíram para o aumento.

Ao Mais Goiás, a presidente do sindicato, Christiane do Valle, afirmou que os 44 laboratórios filiados à entidade realizaram cerca de 25 mil testes – entre antígenos e PCR – no último mês.

“Tivemos um aumento exponencial em razão da abertura dos eventos, funcionamento de bares e ambientes coletivos”, disse.

criação de site

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui