Titular da SSPAP anuncia medidas para aperfeiçoar ações das forças policiais

0
262

Meta é avançar na proteção, cidadania e rigor técnico, dentro de padrões de proporcionalidade. “Nossas polícias são as melhores e mais produtivas do País”, diz o secretário de Segurança Pública e Administração Penitenciária, Ricardo Balestreri, durante entrevista coletiva. “Objetivo é consolidar uma práxis profissionalizada e científica”, afirma
thumbnail_20170502165415_IMG_3149O secretário de Segurança Pública e Administração Penitenciária (SSPAP), Ricardo Balestreri, apresentou nesta terça-feira (02/05), durante entrevista coletiva, seis medidas para aperfeiçoar as ações das forças policiais goianas e avançar na proteção e cidadania. “Nossas polícias são formadas por homens e mulheres que atuam como verdadeiros heróis. São profissionais que defendem a população e combatem o crime”, ressalta.

Balestreri assinou um documento que prevê a capacitação permanente para uso racional da força por parte dos policiais. “O objetivo é consolidar uma práxis profissionalizada e científica”, disse. A formação contará com nomes nacionais que possuem ampla experiência em comando profissionalizado de tropa.

Também será apresentado um novo Código de Ética da Polícia Militar. O documento já foi elaborado pela corporação e se encontra na fase final de análise. “Queremos modernizar as práticas militares. A PM de Goiás é uma das melhores e que mais produz no Brasil. São homens e mulheres que, diariamente, protegem a população”, ressalta.thumbnail_20170502163514_IMG_3113

Entre as medidas anunciadas por Balestreri está o uso de tecnologias não-letais por parte das forças policiais. “Já solicitei ao comando da corporação que nos apresente as demandas neste sentido. O Governo do Estado é sensível às necessidades dos policiais e está empenhado em contribuir cada vez mais com o combate à criminalidade”, explica.

Outra capacitação permanente apresentada pelo secretário é a mediação de conflitos e cidadania. A meta é formar entre 750 a 1 mil policiais. “Serão líderes com influência sobre a cultura da tropa”.

De acordo com o titular da SSPAP, também serão criados, dentro de cada batalhão, grupos especializados em mediação de conflitos.

Por fim, Balestreri assinou portaria que constitui a criação de uma câmara técnica para analisar, estudar e estabelecer normas tendo em vista regulamentar as atividades de inteligência da PM.

O grupo será coordenado pelo superintendente de Inteligência Integrada da SSPAP, Danilo Fabiano, e contará com a participação de representantes da Superintendência da Academia Estadual de Segurança Pública e da Polícia Militar.

Ricardo Balestreri destacou, ainda, que atos isolados não vão macular a imagem das forças policiais goianas. “Nossas polícias são altamente produtivas. Queremos que sejam rigorosas e que atuem dentro dos padrões de racionalidade e proporcionalidade”, conclui.

criação de site