Transporte coletivo de Goiânia pode parar a partir da meia-noite de quinta, 8

0
82

Os trabalhadores do Transporte Coletivo de Goiânia e Região Metropolitana, aprovaram um indicativo de greve previsto para a próxima quinta-feira (8), a partir da meia noite. O anúncio foi feito no último fim de semana e aguardava posicionamento da Secretaria Estadual de Saúde no que diz respeito a inclusão dos motoristas no grupo prioritário para imunização da Covid-19.

Hoje o Sindicato Intermunicipal dos Trabalhadores no Transporte Coletivo Urbano de Goiânia e Região Metropolitana (Sindcoletivo), confirmou à reportagem que a greve se mantém de pé. Segundo a instituição, de um modo geral, as condições trabalhistas colocam o motorista em risco de contaminação, ao colocar o servidor em contato com passageiros, em locais de possíveis aglomerações e com objetos que possui grande circulação.

Em nota da Secretaria de Estado da Saúde de Goiás (SES-GO), o governador Ronaldo Caiado mencionou que haverá  inclusão de outros grupos prioritários, incluindo os motoristas de transporte público. No entanto é necessário aguardar a chegada de mais doses da vacina para a imunização. “Conforme destacado por Caiado, este público deverá ser priorizado nas próximas etapas da vacinação contra a Covid-19. Mas ainda não é possível prever uma data, visto que para isso é necessário a chegada de mais doses da vacina”, destaca a nota.

De acordo com o Plano Nacional de Imunização (PNI) do Ministério da Saúde, os motoristas do transporte coletivo rodoviário de passageiros já integram a lista de grupos prioritários para a vacinação, mas ainda não foram contemplados para receberem as doses da vacina nesta etapa que está em andamento.

criação de site

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui