quinta-feira, abril 18, 2024
HomeDestaqueEquipes de resgate correm para socorrer vítimas de terremoto que matou pelo...

Equipes de resgate correm para socorrer vítimas de terremoto que matou pelo menos 9 em Taiwan

Equipes de resgate correm contra o tempo para socorrer as vítimas de um terremoto que atingiu a costa leste de Taiwan nesta quarta-feira (3/4), deixando pelo menos nove mortos.

O tremor, de magnitude 7,4, provocou o desabamento de vários prédios em Hualien, a cidade mais próxima do epicentro.

Mais de 800 pessoas ficaram feridas — e as equipes de resgate tentam socorrer cerca de 120 que estão “presas” em edifícios e túneis que desmoronaram ao redor da cidade.

É o abalo sísmico mais forte que o país asiático sofreu em 25 anos.

“O terremoto ocorreu próximo da superfície, a pouca profundidade. Foi sentido em todo Taiwan, e nas ilhas costeiras… É o mais forte em 25 anos”, disse Wu Chien Fu, diretor do Centro de Sismologia de Taipei.

Em setembro de 1999, um terremoto de magnitude 7,6 atingiu Taiwan, matando 2,4 mil pessoas e destruindo 5 mil edifícios.

Criança sendo resgatada pelo telhado de casa
TVBS – As operações de resgate estão em andamento em diferentes áreas da costa leste de Taiwan

Hualien, a 18 quilômetros do epicentro do terremoto, está localizada na costa leste de Taiwan, em uma vasta região montanhosa.

Como as principais estradas e linhas ferroviárias que ligam Hualien ao resto de Taiwan estão agora inoperantes, as equipes de resgate provavelmente vão ter que entrar na região por via aérea.

A cidade tem uma população de cerca de 300 mil habitantes — e fica perto do Parque Nacional Taroko, um destino turístico popular.

Em uma das trilhas ao redor do parque, foram registradas cinco vítimas (três andarilhos e dois motoristas), que morreram em decorrência de um deslizamento de pedras.

Uma pessoa morreu em uma pedreira da empresa nacional de cimento de Taiwan, enquanto um trabalhador da construção civil foi morto em uma estrada próxima.

Túnel desabado
TAIWAN CURRENT NEWS – O túnel mais importante da região, que atravessa o penhasco Qingshui, na costa de Hualien, desabou após o terremoto

O terremoto desta quarta-feira ocorreu às 07h58 (horário local), a uma profundidade de 15,5 quilômetros — e desencadeou pelo menos nove tremores secundários de magnitude 4 ou superior.

As imagens que chegam de Taiwan mostram edifícios residenciais destruídos, deslizamentos de terra — e pessoas sendo retiradas de moradias e escolas. O impacto do terremoto também destruiu veículos e derrubou artigos no interior de lojas, de acordo com vídeos transmitidos pela emissora local TVBS.

Foram registrados casos de falta de luz e queda na conexão de internet em toda a ilha, de acordo com o grupo de monitoramento NetBlocks.

Deslizamento de terra
REUTERS – O terremoto provocou deslizamentos de terra na região montanhosa de Taiwan

Interior de apartamento destruído após terremoto
REUTERS-Um apartamento em Nova Taipei ficou assim após o tremor

A TSMC, companhia taiwanesa de fabricação de chips, informou que retirou os funcionários de suas fábricas em Hsinchu e no sul de Taiwan para segurança da equipe, mas acrescentou que seus sistemas de segurança estão operando normalmente.

A TSMC é uma grande produtora de semicondutores para empresas de tecnologia, incluindo Apple e Nvidia.

A Foxconn, fornecedora da Apple, não respondeu imediatamente ao pedido de comentário da BBC.

Ameaça de tsunami

As autoridades de Taiwan haviam emitido um alerta de tsunami para as regiões costeiras da ilha — assim como o Japão, país vizinho, onde as autoridades anunciaram que eram esperadas ondas de até 3 metros na costa sudoeste do país.

A agência meteorológica do Japão rebaixou posteriormente o alerta, mas pediu aos moradores que permanecessem “vigilantes para tremores secundários com intensidade semelhante” por cerca de uma semana.

A agência sismológica das Filipinas também emitiu um alerta de tsunami logo após o terremoto, fazendo um apelo aos residentes para se dirigirem a locais mais elevados — o que acabou sendo cancelado.

O Centro de Alerta de Tsunamis do Pacífico informou em uma atualização, cerca de duas horas depois, que a ameaça “havia passado”.

A imprensa estatal chinesa afirmou, por sua vez, que tremores foram sentidos em partes da província de Fujian, no sudeste do país.

BBC

RELATED ARTICLES

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

- Advertisment -
Google search engine

Most Popular

Recent Comments