terça-feira, abril 23, 2024
spot_img
HomeDestaqueInfecção respiratória fatal apavora o mundo

Infecção respiratória fatal apavora o mundo

O metapneumovírus humano (hMPV) é potencialmente tão contagioso quanto a COVID-19, quanto o vírus sincicial respiratório e quanto a gripe, mas poucos de nós ouvimos falar dele. Na verdade, a maioria das pessoas que pegou a doença provavelmente nem sabe que teve. Pessoas doentes geralmente não são testadas para isso fora de um hospital ou pronto-socorro. Além do mais, não há vacina ou medicamentos antivirais para combater esse agente patogênico. Então, que vírus assassino é esse que teve um pico no inverno e na primavera passados na Europa e nos Estados Unidos? Os médicos já alertaram para seus efeitos na saúde humana…

Na galeria, entenda as respostas e conselhos sobre como evitar contrair esta doença respiratória pouco conhecida.

O que é o metapneumovírus humano?

A doença em questão é o metapneumovírus humano (hMPV), um vírus respiratório que causa doenças respiratórias superiores (rinite e sinusite, por exemplo, entre outros) e inferiores (pneumonia, bronquite, etc.).

Doença sazonal

É uma doença sazonal que geralmente ocorre no inverno e início da primavera, semelhante ao vírus sincicial respiratório (VSR) e à gripe.

Um vírus potencialmente assassino

Assim como o VSR, o metapneumovírus humano (hMPV) pertence à família Pneumoviridae, o que o torna um vírus potencialmente mortal.

Quem está mais em risco?

Qualquer pessoa pode ser infectada com hMPV, porém ele é mais comum em crianças, adultos mais velhos e pessoas com sistema imunológico enfraquecido.

Crianças e hMPV

A maioria das crianças que se infectam com hMPV tem cinco anos ou menos. Destes, um pequeno número (5-16%) de infectados desenvolverá uma infecção do trato respiratório inferior, como pneumonia.

Idosos e hMPV

Idosos infectados com metapneumovírus humano também estão propensos a desenvolver pneumonia ou outros distúrbios respiratórios, como bronquiolite ou bronquite, de acordo com a American Lung Association.

Sistema imunológico enfraquecido

Outros que estão em risco de contrair hMPV são aqueles com sistema imunológico enfraquecido, talvez como resultado de quimioterapia ou em recuperação de um transplante de órgão. Além disso, qualquer pessoa com uma doença pulmonar subjacente sempre estará suscetível ao hMPV.

Sinais e sintomas

Os sintomas comuns do metapneumovírus humano incluem tosse, dor de garganta, febre, congestão nasal e falta de ar – os mesmos sinais da gripe ou de COVID-19. E aí está o dilema. O patógeno hMPV é frequentemente ignorado devido à sua semelhança com esses distúrbios respiratórios mais familiares.

Uma condição médica pouco conhecida

O metapneumovírus humano foi descoberto em 2001, mas, embora o uso de testes de diagnóstico molecular tenha aumentado a identificação e a conscientização sobre o hMPV, a doença em sua maior parte permaneceu desconhecida do público.

Estreptococos do grupo B em idosos
©Shutterstock
Surpreendentemente comum

No entanto, estudos nos últimos quatro anos mostraram que o hMPV era tão comum quanto o vírus sincicial respiratório (VSR) e quanto a gripe em pacientes internados no hospital, de acordo com o jornal britânico Mirror.

Os mais jovens em perigo
Casos de hMPV estão em crescimento
©Shutterstock

Além disso, o hMPV foi a segunda causa mais comum de infecções respiratórias em crianças, atrás do VSR nos últimos 25 anos.

Casos de hMPV estão em crescimento

Os Centros de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) dos Estados Unidos registraram recentemente um pico de casos de hMPV no país, embora poucos cidadãos pareçam estar cientes da natureza exata do vírus.

Não estamos cientes do perigo
Testes para o vírus
©Shutterstock

Mas o que é mais preocupante é que a maioria das pessoas parece ignorar o quanto este vírus é potencialmente perigoso e, até mesmo, fatal.

Testes para o vírus

Mas o CDC também relatou uma disposição do público em geral para aprender mais sobre o hMPV e seu efeito sobre a saúde.

Transmissão

A transmissão do hMPV, provavelmente, acontece de uma pessoa infectada para outras através de secreções de tosse e espirros.

O metapneumovírus humano também pode ser transmitido através do contato pessoal próximo com pessoas infectadas, como tocar ou apertar as mãos.

A propagação do vírus também é promovida pelo contato com objetos e superfícies contaminadas por secreções dos contaminados, que com frequência tocam a boca, o nariz ou os olhos.

Período de circulação

O metapneumovírus humano circula em ciclos anuais distintos, iniciando-se no inverno e prolongando-se até a primavera. De forma confusa, o VSR e a influenza podem circular simultaneamente durante a temporada dos vírus respiratórios.

Quando ir ao médico

Sintomas leves do hMPV podem ser tratados com medicamentos de venda livre para controlar a dor, a febre e a congestão. A recuperação geralmente leva cerca de 10 dias.

Sintomas mais severos

No entanto, pacientes com sintomas mais graves, como chiado no peito ou falta de ar, devem marcar uma consulta com o médico. Inalador temporário e esteroides podem ser prescritos.

De acordo com o CDC, atualmente não há terapia antiviral específica para tratar o hMPV e nenhuma vacina para prevenir a doença. Os cuidados médicos são puramente de apoio.

A Prevenção

Os métodos de prevenção da propagação do hMPV são conhecidos de todos nós, já que os procedimentos seguem de perto os que fizemos durante o confinamento de COVID-19. Em primeiro lugar, evite tocar em pessoas infectadas e lave as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos.

Independentemente de estar com os sinais do vírus ou não, evite tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas.

É importante evitar contato próximo com pessoas que estejam doentes ou que apresentem sinais de terem contraído o hMPV.

Adquira o hábito de limpar possíveis superfícies contaminadas, coisas como tampos de mesa e maçanetas. Isso pode ajudar a evitar a propagação do vírus.

Associação com pneumonia

Esteja ciente de que o hMPV está associado a um risco aumentado de desenvolver pneumonia bacteriana. Esta condição é tipicamente tratada com antibióticos.

Pessoas com doenças pulmonares crônicas, como asma, doença pulmonar obstrutiva crônica e fibrose pulmonar, devem sempre tomar precauções para se proteger do hMPV, da gripe e de outras doenças contagiosas.

Um vírus relativamente novo

O fato do hMPV ser um vírus respiratório reconhecido só recentemente significa que os profissionais de saúde podem não considerar ou testar rotineiramente a doença.

Maior conscientização

“[Porém] há uma atenção muito maior para identificar a causa (das infecções) do que já tivemos antes”, garante o Dr. Rick Malley, especialista em doenças infecciosas do Hospital Infantil de Boston, durante uma entrevista ao USA Today.

StarsInsider

RELATED ARTICLES

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

- Advertisment -
Google search engine

Most Popular

Recent Comments