domingo, julho 21, 2024
spot_img
HomeBrasilLula fica em desvantagem nos Estados liderados pela direita

Lula fica em desvantagem nos Estados liderados pela direita

Uma nova rodada da pesquisa da consultoria Quaest, divulgada nesta quinta-feira, aferiu os índices de aprovação e reprovação ao governo de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) nos quatro Estados brasileiros que concentram o maior número de eleitores que apoiam a direita e a ultradireita. Em São Paulo, Minas Gerais, Goiás e Paraná foram ouvidos, entre os dias 4 e 7 de abril, os entrevistados no levantamento opinaram também sobre o desempenho da gestão petista.

Em São Paulo, Lula é aprovado por 50% dos eleitores. A reprovação é de 48%. Apenas 2% não souberam ou não quiseram responder. No Estado, o governo federal soma 32% de avaliações positivas, tem 37% de avaliações negativas e é considerado regular por outros 29%. Novamente, 2% não souberam ou não quiseram responder.

A pesquisa em SP ouviu 1.656 eleitores. A margem de erro, nesse recorte, é de 2,4 pontos percentuais.

Mineiros

Em Minas Gerais, o terceiro mandato de Lula é aprovado por 52% dos entrevistados. Outros 47% reprovam a atual gestão. 1% não soube ou não quis responder.

Na avaliação do trabalho, o governo petista tem a avaliação positiva de 34% dos eleitores mineiros. A negativa é 35%. Há também outros 30% que avaliam a atual gestão como regular.

Para MG, a margem de erro da pesquisa é levemente maior, sendo de 2,5 pontos percentuais. No estado, foram feitas 1.506 entrevistas.

Paranaenses

O presidente registrou 54% de reprovação no Paraná. A atual gestão soma apenas 44% de aprovação no Estado do Sul do País. Há 2% que não responderam.

Na pesquisa, o governo petista também aparece em desvantagem mais larga. São 41% os que avaliam a gestão como negativa e só 30% indicam avaliação positiva ao trabalho do governo. Outros 27% marcam a opção regular.

No Paraná, a margem de erro da pesquisa, que entrevistou 1.121 eleitores, é de 2,9 pontos percentuais.

Goianos

A Quaest mostrou, ainda, que Lula tem 49% de aprovação em Goiás e 50% de reprovação. Apenas 1% não soube ou não quis responder.

A avaliação, assim como no Paraná, é mais negativa (40%) do que positiva (32%). O grupo ‘regular’ soma 27%.

No Estado, foram 1.127 entrevistas e a margem de erro estimada é de 2,9 pontos percentuais.

Governadores

A consultoria Quaest também divulgou outra rodada de pesquisas sobre as avaliações dos governadores de São Paulo, Minas Gerais, Paraná e Goiás. No levantamento, os quatro políticos aparecem com índices de aprovação superiores aos de desaprovação, em contraste com a avaliação do presidente Lula.

Em São Paulo, o governo Tarcísio de Freitas (Republicanos) recebeu a aprovação de 62% dos entrevistados. Outros 29% disseram que desaprovam a gestão Tarcísio, enquanto 9% não souberam ou não responderam.

Já em Minas, o mandato de Romeu Zema (Novo) é aprovado, também, por 62%. A desaprovação do governador mineiro, por sua vez, alcançou 31%. Neste quadro, 7% não souberam ou não responderam.

Aprovação

Segundo o estudo, os maiores índices de aprovação foram registrados pelos governos de Ratinho Junior (PSD), no Paraná, e Ronaldo Caiado (União Brasil), em Goiás.

O governo paranaense alcançou 79% de aprovação, enquanto a desaprovação ficou em 17%. Entre os entrevistados, 4% não souberam ou não responderam.

A gestão de Caiado, por sua vez, obteve 86% de aprovação. Por outro lado, 12% disseram que desaprovam o mandato do governador goiano. Neste quadro, 2% não souberam ou não responderam.

A pesquisa Quaest foi realizada entre 4 e 7 de abril. Para São Paulo, foram ouvidas 1.656 pessoas, enquanto em Minas foram entrevistadas 1.506 pessoas. No Paraná, as pessoas ouvidas somaram 1.121, enquanto em Goiás totalizaram 1.127. Considerando a média entre os Estados, a margem de erro da pesquisa ficou na casa dos 2,7%.

Correio do Brasil

Noticias relacionadas

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

- Advertisment -spot_img

Mais Lidas

Commentarios