sexta-feira, junho 14, 2024
spot_img
HomeBrasilNunes se reúne com líder da ultradireita da Itália sem divulgar na...

Nunes se reúne com líder da ultradireita da Itália sem divulgar na agenda

O prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes (MDB), se encontrou com o vice-premiê e ministro da Infraestrutura da Itália, Matteo Salvini, líder da ultradireita europeia, mas não divulgou na sua agenda oficial.

A prefeitura disse que Nunes acompanhou a reunião a pedido do deputado estadual Tomé Abduch (Republicanos-SP).

Questionada na sexta-feira (17), a gestão municipal afirmou nesta segunda (20) que o parlamentar, que é cotado para vice de Nunes na campanha à reeleição, já estava na cidade quando o prefeito chegou a Roma e que Abduch permaneceu na capital italiana quando o prefeito retornou ao Brasil.

A reunião foi divulgada nas redes de Salvini. Em um vídeo publicado em sua conta no X (antigo Twitter) na última quarta-feira (15), o vice-premiê aparece ao lado de Abduch em uma ligação de vídeo para o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL), que estava hospitalizado. Na legenda, Salvini escreveu que seu encontro era com o prefeito de São Paulo, mas Nunes não aparece nas imagens.

Apesar de ter recebido apoio de Bolsonaro para a disputa à reeleição, Nunes tem buscado desvincular sua imagem da extrema direita, buscando reforçar ser um candidato de centro.

O Ministério da Infraestrutura italiano também publicou a agenda. Em nota publicada no site, a pasta disse que Salvini e Nunes discutiram projetos de investimentos em infraestrutura. Questionada sobre a pauta da reunião, a Prefeitura de São Paulo não respondeu. O UOL também procurou Abduch, mas não teve retorno.

Nunes viajou à Europa para participar de Conferência da Crise do Clima à Resiliência Climática. O emedebista embarcou rumo à Europa na segunda-feira (13) e retornou ao Brasil na última sexta (17).

O encontro com Salvini não consta na agenda oficial do prefeito. O único compromisso divulgado no site da prefeitura no dia 15 de maio foi a conferência sobre o clima. No dia seguinte, Nunes se reuniu com a representante permanente do Brasil junto à FAO (Organização das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura).

Nos bastidores, a ida de Abduch para a Itália foi vista como uma tentativa do deputado de se aproximar do prefeito —mirando a vaga de vice. O parlamentar é ex-comentarista político da Jovem Pan e vice-líder do governo de Tarcísio de Freitas (Republicanos) na Alesp. Ele foi convidado para assumir a Secretaria de Urbanismo e Licenciamento da prefeitura com apoio do governador, mas declinou do convite argumentando que vai trabalhar para a campanha do candidato escolhido pela direita.

Nunes tem tentando adiar ao máximo a escolha e, nos bastidores, o nome do parlamentar não é visto como um dos mais fortes. A palavra final seria de Bolsonaro, que vai apoiar o prefeito na campanha. Nunes, porém, já disse que é ele mesmo quem decidirá o melhor nome.

Além da conferência sobre o clima, o prefeito de São Paulo também teve um encontro com o Papa Francisco na quinta-feira (16). Na ocasião, ele entregou presentes e pediu que o líder da Igreja Católica abençoasse uma bandeira do Rio Grande do Sul, atingido por fortes enchentes. O emedebista também compareceu a uma missa em homenagem ao ex-prefeito Bruno Covas (PSDB), morto há três anos, ao lado do filho do tucano, Tomás.

FolhaPress

RELATED ARTICLES

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

- Advertisment -
Google search engine

Most Popular

Recent Comments