domingo, julho 21, 2024
spot_img
HomeBrasilPai de menina que morreu após ser arrastada por enxurrada conta que...

Pai de menina que morreu após ser arrastada por enxurrada conta que passou mal ao andar por onde corpo da filha foi achado

Uanderson Douglas Pereira da Silva se emocionou ao lembrar o momento em que encontraram o corpo da filha. Vídeo mostra quando menina de 6 anos é levado pela água e a mãe tenta salvá-la.

O pai da menina Samylla Vitória, morta após ser arrastada por uma enxurrada, se emocionou ao lembrar o momento em que encontraram o corpo da filha. Uanderson Douglas Pereira da Silva, de 26 anos, contou que, ainda durante as buscas, se sentiu mal ao passar pelo local em que corpo foi encontrado e precisou de ajuda para ser retirado de lá.

“Eu falei para os meus amigos: ‘Não dou conta de passar daqui, minhas pernas estão bambas”, desabafou Uanderson.

Samylla foi levada pela enxurrada na quinta-feira (4) e o corpo foi encontrado no sábado (6), às margens de um córrego, em Aparecida de Goiânia, na Região Metropolitana da capital. Familiares e amigos puderam despedir-se neste domingo (8), em uma cerimônia de velório e sepultamento.

Pai de menina que morreu após ser arrastada por enxurrada conta que se sentiu mal ao passar pelo local em que corpo da filha foi achado — Foto: Reprodução/Redes Sociais
Pai de menina que morreu após ser arrastada por enxurrada conta que se sentiu mal ao passar pelo local em que corpo da filha foi achado — Foto: Reprodução/Redes Sociais

Abalado, o pai da menina chorou ao lembrar dos momentos de aflição durante as buscas por Samylla. Uanderson contou que passou duas vezes pelo local onde o corpo estava antes de ele ser encontrado. Ele afirma que passou mal, sentou em cima do local em que ela estava sem saber e precisou de ajuda para se levantar.

“Passei duas vezes em cima dela procurando, sentei em na árvore em cima dela sem saber e falei para os meus amigos que não conseguia passar [daquele local]. Depois me falaram que no local onde eu passei mal era onde estava minha filha. Isso é uma coisa que me dói muito no coração”, desabafou.

Cinco viaturas e um helicóptero foram usados para tentar localizar a menina. A procura continuou mesmo durante a noite, com a ajuda da equipe náutica dos bombeiros, concentrada no córrego. Na manhã da sexta-feira (5), a procura foi redobrada.

G1GO

Noticias relacionadas

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

- Advertisment -spot_img

Mais Lidas

Commentarios