terça-feira, maio 28, 2024
spot_img
HomeDestaquePutin pede que Oriente Médio recue de um confronto catastrófico

Putin pede que Oriente Médio recue de um confronto catastrófico

O presidente russo, Vladimir Putin, fez um apelo nesta terça-feira para que todos os lados no Oriente Médio evitem ações que possam provocar um novo confronto que, segundo ele, teria consequências catastróficas para a região, segundo o Kremlin.

Putin, que estreitou as relações com o Irã desde que enviou tropas à Ucrânia em 2022, conversou por telefone com o presidente iraniano, Ebrahim Raisi, sobre o que o Kremlin chamou de “medidas retaliatórias tomadas pelo Irã”.

O Irã lançou drones e mísseis contra Israel na noite de sábado, em retaliação a um ataque israelense contra seu consulado em Damasco em 1º de abril que matou sete oficiais da Guarda Revolucionária Islâmica, incluindo dois comandantes seniores.

Nos primeiros comentários divulgados ao público sobre o ataque do Irã, Putin afirmou que a principal causa da instabilidade no Oriente Médio é o conflito não resolvido entre palestinos e Israel.

“Vladimir Putin expressou esperança de que todos os lados demonstrem contenção razoável e evitem uma nova rodada de confrontos com consequências catastróficas para toda a região”, disse o Kremlin.

“Ebrahim Raisi mencionou que as ações do Irã foram forçadas e limitadas em natureza”, disse o Kremlin. “Ao mesmo tempo, sublinhou a falta de interesse de Teerã em uma nova escalada das tensões.”

Teerã forneceu interpretação um pouco diferente da conversa. A imprensa estatal citou Raisi dizendo que o Irã responderá de maneira mais severa, extensa e dolorosa do que nunca a qualquer ação contra interesses iranianos.

Segundo a imprensa estatal iraniana, Putin teria caracterizado a resposta de Teerã a Israel como a melhor maneira de punir o agressor e uma manifestação de sabedoria dos líderes do Irã.

A Rússia, que tem relações próximas com o líder supremo aiatolá Ali Khamenei e líderes árabes, como o príncipe saudita Mohammed bin Salman, repreendeu repetidas vezes o Ocidente por ignorar a necessidade de um Estado independente palestino dentro das fronteiras de 1967.

“Os dois lados afirmaram que a causa principal dos atuais eventos no Oriente Médio é o conflito não resolvido entre palestinos e israelenses”, disse o Kremlin, sobre a ligação com Raisi.

“Nesse sentido, foram confirmadas as abordagens de Rússia e Irã a favor de um cessar-fogo imediato na Faixa de Gaza, o alívio da difícil situação humanitária e a criação de condições para uma resolução política e diplomática para a crise.”

Generais de alta patente dos EUA dizem que a parceria cada vez maior entre Rússia, China, Irã e Coreia do Norte representa um dos desafios mais perigosos aos Estados Unidos nas últimas quatro décadas.

Reuters

RELATED ARTICLES

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

- Advertisment -
Google search engine

Most Popular

Recent Comments