quinta-feira, abril 18, 2024
HomeBrasilTransferências de R$ 41 milhões, notas frias e mais: um resumo das...

Transferências de R$ 41 milhões, notas frias e mais: um resumo das novas acusações de Ana Hickmann contra Alexandre Correa

A guerra entre Ana Hickmann e Alexandre Correa ganhou novas acusações por parte da apresentadora nesta quinta-feira (15). Segundo informações da colunista Monica Bergamo, da Folha de São Paulo, a famosa recebeu um parecer técnico pericial que afirma que o ex-marido transferiu R$ 41,8 milhões da empresa Hickmann Serviços Ltda. para contas particulares.

O documento aponta que as saídas foram “contabilizadas de forma dissimulada” e que as transferências aconteceram “de forma completamente em desacordo com as práticas contábeis usuais”. A perícia reitera, também, a acusação de que a assinatura de Ana foi falsificada em vários documentos.

De acordo com o documento, a maneira como os lançamentos foram feitos “caracteriza claramente uma fraude contábil, pois oculta na contabilidade os saques efetuados por Alexandre Bello Correa, assim como não evidencia integralmente e de forma correta o débito dele junto a empresa referente aos respectivos saques”. A perícia aponta, também, que houve “manipulação dos relatórios financeiros que acaba por enganar sócios e credores”.

ANA HICKMANN X ALEXANDRE CORREA: APRESENTADORA APONTA EXISTÊNCIA DE NOTAS FRIAS

Segundo a publicação, o dinheiro transferido para a conta de Alexandre foi registrado como despesas judiciais, postais, trabalhistas e advocatícias. Além disso, o empresário teria emitido notas frias. Em resumo, é a falsificação de uma nota fiscal, utilizada, geralmente, para enganar a Receita Federal e pagar menos tributos – ou nem pagá-los. Segundo o laudo, cerca de 32 notas frias foram emitidas, totalizando R$ 4,9 milhões.

Em 2022 e 2023, segundo o laudo, houve uma “prática continuada de emissão de notas fiscais frias”, referentes a “documentos de vendas referindo-se a negócios que não existiram”. O perito garante que entrou em contato com as empresas apontadas nas notas e elas atestam que não haviam feito trabalhos com a Hickmann Serviços. “Observamos também que além de descontar as notas frias emitidas, em alguns casos, uma mesma nota fria era descontada em mais de uma instituição financeira”, completa o documento.

A perícia ainda aponta que um valor que seria de antecipação de lucro foi posteriormente modificado na contabilidade para “duplicatas a receber”. Com as duplicatas, Alexandre sacava dinheiro em bancos, além de factorings e fundos de investimentos em direitos creditórios (FIDC).

Por fim, o laudo ainda aponta que Alexandre deixou de honrar impostos e contribuições. “Observa-se também a falta de recolhimento de impostos, inclusive de parcelas que já estavam negociadas”, entrega o documento.

Em contato com a colunista Monica Bergamo, o advogado de Alexandre, Enio Martins Murad, diz que as alegações de Ana são falsas e que ela “não conseguiu provar nada do que alega”.

Purepeople.br

RELATED ARTICLES

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

- Advertisment -
Google search engine

Most Popular

Recent Comments