quinta-feira, abril 18, 2024
HomeMundoCEO "levou empresa à falência" e agora quer comprá-la por 1% do...

CEO “levou empresa à falência” e agora quer comprá-la por 1% do valor

A WeWork é uma empresa americana focada no aluguel de espaço de trabalhos para empresas e empreendedores, incluindo locais para eventos. No entanto, ela passou por momentos difíceis durante a pandemia e trabalho online, o que levou a perder 99% do valor. Além disso, Adam Neumann, um de seus fundadores, a geriu de maneira injusta ao ponto de ser expulso. Agora ele quer comprá-la por 1% do que valia antes.

WeWork perde seu valor de mercado

Em seu auge, a WeWork chegou a valer US$ 47 bilhões, mas em 2023 a empresa declarou falência e entrou com pedido de proteção. De modo geral, ela perdeu 99% do valor de mercado.

Além do alto número de funcionários em casa, o que resultou em uma queda drástica de clientela, a WeWork teve uma péssima gestão por parte de Adam Neumann, ao ponto de ele ser removido do seu cargo à força.

Na época, ele comprava edifícios em seu nome e alugava para a empresa, lucrando duas vezes, segundo o The Wall Street Journal. Diante da evidente queda ele foi “convidado a se retirar”, mas saiu com cerca de US$ 2,3 bilhões.

Adam Neumann quer a empresa

No entanto, parece que ele voltou e quer comprar a WeWork por US$ 500 milhões. Pouco mais de 1% do valor que ela teve em seu auge (para ser preciso, 1,06% do valor que ela um dia teve).

No entanto, considerando seu valor atual, a proposta é bastante razoável e até favorável a não ser que WeWork cresça e conquiste parte do mesmo espaço de mercado que antigamente.

A empresa se pronunciou em um comunicado ao Reuters e disse: “somos uma empresa extraordinária e não é de estranhar que recebamos regularmente manifestações de interesse de terceiros”. No entanto, será que ela voltará para as mãos de Neumann?

IGN Brasil 

RELATED ARTICLES

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

- Advertisment -
Google search engine

Most Popular

Recent Comments