domingo, julho 21, 2024
spot_img
HomeBrasil'Gilmarpalooza' abriga prévia de disputa à presidência da Câmara com Lira e...

‘Gilmarpalooza’ abriga prévia de disputa à presidência da Câmara com Lira e todos os candidatos

Além de abrigar 160 autoridades brasileiras na edição deste ano, o Fórum Jurídico de Lisboa (Gilmarpalooza) também recebe todos os atuais seis postulantes à vaga de Arthur Lira (PP-AL) no comando da Câmara dos Deputados.

A eleição para a sucessão do atual chefe do centrão ocorre em fevereiro do ano que vem, mas movimenta os bastidores de Brasília já faz algum tempo.

Estão na disputa, por ora, Elmar Nascimento (União Brasil-BA), Antonio Brito (PSD-BA), Marcos Pereira (Republicanos-SP) e Isnaldo Bulhões Jr. (MDB-AL), além de Hugo Motta (Republicanos-PB) e Doutor Luizinho (PP-RJ), que correm por fora.

Alguns deles já postaram fotos nas redes sociais sobre a ida a Lisboa.

Lira comanda o processo de sua sucessão, mas ainda não anunciou o nome de sua preferência –o alagoano não pode se reeleger e tenta transferir capital político ao seu candidato.

Segundo Lira tem afirmado a interlocutores, ele espera divulgar o nome de seu candidato em agosto e levar isso ao presidente Lula (PT), já que busca o apoio do governo federal na disputa. Como a Folha de S.Paulo revelou, Lira ofereceu o poder de veto a candidatos ao petista.

A votação é secreta, em dois turnos.

Capitaneado pelo ministro do STF Gilmar Mendes, o Fórum Jurídico de Lisboa está em sua 12ª edição e foi apelidado no mundo jurídico e político como “Gilmarpalooza”, em referência aos eventos paralelos em Lisboa, como jantares e festas.

Nesta terça-feira (25), por exemplo, o empresário Flávio Rocha, dono da rede de lojas Riachuelo, patrocinou uma recepção a políticos e autoridades brasileiras em um apartamento de cobertura de sua propriedade em Lisboa.

Compareceram ao coquetel políticos como Lira e o senador Ciro Nogueira, presidente nacional do PP, além de Gilmar Mendes e os banqueiros André Esteves e Luiz Carlos Trabuco Cappi, presidente do Conselho de Administração do Bradesco, entre outros. Foram servidas garrafas de Pera Manca, vinho alentejano de qualidade superior, em suas versões tinta e branca.

João Camargo, presidente do conselho do grupo de empresários Esfera, também fez postagem relatando ter promovido jantar em que aproveitou para comemorar o aniversário de Lira, que fez 55 anos nesta terça-feira (25).

Apesar da presença em massa de autoridades brasileiras, a falta de transparência tem sido uma tônica do fórum.

O IDP, fundado por Gilmar Mendes, e a FGV, que organizam o evento, se recusam ano a ano a fornecer informações sobre os custos e sobre quem banca o evento.

Em relação às autoridades, algumas também se recusam a responder quem banca a ida ao evento e qual o custo, como é o caso de Lira.

Os que respondem se dividem em afirmar que pagam do próprio bolso ou viajam às custas do erário (Câmara dos Deputados, Senado, ou governo federal, entre outros) ou têm as despesas bancadas pelos organizadores do fórum.

Dados de portais da transparência apontam gastos já realizados de ao menos R$ 450 mil para levar 30 das 160 autoridades a Portugal.

Os seis postulantes à vaga de Lira foram procurados pela Folha de S.Paulo.

Assim como Lira, Hugo Motta, Elmar Nascimento, Isnaldo Bulhões e Doutor Luizinho não responderam à pergunta sobre quem está pagando passagens, hospedagem e demais gastos na capital portuguesa.

Doutor Luizinho participa de uma mesa do evento, com o tema “direito à saúde na sociedade democrática”.

Marcos Pereira e Antonio Brito dizem que viajaram às próprias custas.

A programação oficial do Fórum Jurídico de Lisboa deste ano ocorre entre os dias 26 e 28 de julho.

FolhaPress

Noticias relacionadas

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

- Advertisment -spot_img

Mais Lidas

Commentarios