terça-feira, maio 28, 2024
spot_img
HomeCidadesLaboratório alvo de operação emitia falsos resultados de exames feitos em idosos...

Laboratório alvo de operação emitia falsos resultados de exames feitos em idosos e trabalhadores

O laboratório de análises clínicas alvo de uma operação da Polícia Civil de Goiás (PC-GO) inventava resultados de exames com amostras de fezes e urina, conforme apontou a investigação. Segundo a delegada Débora Melo, os principais clientes atendidos eram idosos e trabalhadores e o laboratório sequer tinha as máquinas necessárias para estes exames.

“Pelo menos 94 resultados de exames de fezes e urina em dezembro de 2023, foram emitidos sem que as amostras tivessem passado por qualquer exame de fato. Isso coloca em risco a saúde pública, no que se refere à integridade física da pessoa”, detalhou a delegada.

O g1 tentou contato, por e-mail e mensagem de celular, com o Laboratório Vida, investigado na operação, mas não obteve retorno até a última atualização desta reportagem. Segundo a delegada, à polícia, a defesa do proprietário do laboratório negou as acusações.

A operação foi divulgada nesta segunda-feira (29) e a clínica está interditada. Débora Melo exemplificou que, se um paciente queria descobrir se possuía uma infecção ou bactéria, não descobriria, já que os resultados eram sempre negativos, para o laboratório.

“Esse laboratório atendia várias clínicas de medicina do trabalho, a gente sabe que, para a contratação de profissionais no setor alimentício, é necessário comprovar que não possui a bactéria da salmonela, por exemplo. Então, se houve passagem por esse laboratório e o trabalhador achou que não possuía aquela bactéria, pode, eventualmente, estar trabalhando em um restaurante ou numa padaria e sendo um risco de contágio para a população no geral”, explicou Débora Melo.

Segundo a delegada, o laboratório fazia mais de 8 mil tipos de exames. A confirmação até o momento é que as análises de urina e fezes foram falsificadas, por conta da falta de equipamentos específicos e não eram terceirizadas para outros laboratórios. No entanto, a polícia não descarta fraudes em outros tipos de exame.

“Isso pode gerar até algum tipo de estelionato, algum crime patrimonial em desfavor dessas pessoas. Se houver consumidores que se sentiram lesados, que eventualmente fizeram um exame, ou o levaram para o médico e depois repetiram o exame em outro laboratório, é importantíssimo procurar a Delegacia do Consumidor para comunicar esses fatos”, finalizou a delegada.

Operação

A Polícia Civil de Goiás realizou na manhã desta segunda-feira (29) a operação que investiga supostas fraudes nos exames. Três mandados de busca e apreensão foram cumpridos em Goiânia, Senador Canedo e Nova América. A investigação começou após a Vigilância Sanitária ser acionada para verificar a falta de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs).

Os mandados de busca e apreensão foram cumpridos nas unidades do laboratório investigado no Setor Coimbra, em Goiânia, e na cidade de Nova América. Já em Senador Canedo, o mandado foi cumprido na residência dos proprietários.

G1Go

RELATED ARTICLES

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

- Advertisment -
Google search engine

Most Popular

Recent Comments