segunda-feira, julho 22, 2024
spot_img
HomeDestaqueMultimilionários da tecnologia preparam-se para o fim do mundo

Multimilionários da tecnologia preparam-se para o fim do mundo

Sobrevivência dos mais ricos

Muitos multimilionários têm tentado, ansiosamente, descobrir como sobreviver ao colapso social e/ou planetário.

Pelo menos é o que garante o renomado intelectual nova-iorquino, Douglas Rushkoff , em seu livro ‘Survival of the Richest: Escape Fantasies of the Tech Billionaires’ (‘Sobrevivência dos Mais Ricos: Fuja das Fantasias dos Bilionários Tecnológicos’, em tradução livre), lançado em 2022.

Rushkoff relata sua experiência, no deserto, com um grupo de multimilionários da tecnologia. Alguns o interrogaram sobre o lugar ideal para construírem seus bunkers e outros revelaram que já tinham os seus funcionando, com guardas de prontidão, mas queriam mais dicas do pensador humanista.

A Nova Zelândia é o destino mais requisitado pelos ultrarricos que pretendem renascer das cinzas da civilização. No entanto, em 2022, os planos do multimilionário americano Thiel para a construção de um bunker de luxo foram rejeitados naquele país.

Sam Altman, CEO da OpenAI, tem um acordo com Thiel (chefe da empresa de inteligência americana Palentir) para o caso de o apocalipse estourar. Em 2016, antes de ser famoso, Thiel relatou que Altman planejava voar com ele para a Nova Zelândia, em seu jato particular, caso algo terrível acontecesse.

O CEO do Reddit, Steve Huffman, disse ao The New Yorker, em 2017, que sua decisão de submeter-se a uma cirurgia ocular não foi por conveniência ou razões estéticas.

Ele queria, na verdade, melhorar suas chances de sobreviver a uma catástrofe. “Se o mundo acabar – ou se tivermos problemas – conseguir lentes de contato ou óculos vai ser um grande problema. Sem isso, estou acabado”, explicou.

Steve Huffman revelou que sua principal preocupação era “o colapso temporário de nosso governo e estruturas”. Por via das dúvidas, ele disse que tem algumas motocicletas, armas, munições e comida. “Acho que, com isso, posso me esconder em minha casa por algum tempo”, concluiu.
Huffman estimou que cerca de metade dos multimilionários relacionados à tecnologia estão, pelo menos, parcialmente preparados para o dia do Juízo Final.

IA preocupa
©Fornecido por The Daily Digest
“Os temores variam, mas muitos se preocupam com o fato de que, à medida que a inteligência artificial tira uma parcela crescente dos empregos, haverá uma reação contra o Vale do Silício”, disse Huffman ao The New Yorker.
A indústria lucrando com os medos dos ultrarricos
©Fornecido por The Daily Digest

Como esperado, surgiu toda uma indústria que atende e até alimenta todas estas fantasias dos ultrarricos. Uma das mais bem-sucedidas, a Vivos, oferece desde bunkers de luxo privados a vagas em outros comunitários, a partir de US$ 35.000.

Serviços 5 estrelas em um antigo bunker soviético
©Fornecido por The Daily Digest

Nos arredores de Jena, uma cidade alemã, um bunker da Vivos promete acomodações 5 estrelas para famílias com alto patrimônio. Esta enorme estrutura de sobrevivência subterrânea, originalmente construída pelos soviéticos, durante a Guerra Fria, em uma montanha, contém piscinas e até uma falsa rua comercial.

A Vivos diz, em seu site, que está preparada para todos os possíveis cenários apocalípticos (desastre nuclear, bioterrorismo, anarquia, pulsos eletromagnéticos, cometas assassinos, mega tsunamis e assim por diante). “Os membros só precisam chegar antes de que suas instalações sejam fechadas e protegidas do caos”, escreve a empresa, com refúgios para mais de 10 mil pessoas.

A Oppidum, por sua vez, oferece o que descreve como “o melhor santuário sob medida”. O espaço opulento tem candelabros de vidro feitos à mão, móveis sob medida e piso de madeira maciça de granulação fina. Tudo escondido sob a superfície da terra e cercado por camadas de concreto armado.

Em março de 2020, vários americanos superricos conseguiram escapar para a Nova Zelândia, antes de que suas fronteiras fechassem, devido à pandemia de COVID-19. A Rising S Co, fabricante de bunkers apocalípticos, chegou a receber telefonemas frenéticos de um executivo que não sabia como usar seu bunker subterrâneo, informou a Bloomberg.
A ideia de Elon Musk de colonizar Marte para salvar a humanidade
A ideia de Elon Musk de colonizar Marte para salvar a humanidade©Fornecido por The Daily Digest

Mas há quem pense em uma escala bem superior a meros bunkers na Terra. Elon Musk, dono do X e da Tesla, entre outras grandes empresas, está convencido da necessidade de colonizar Marte para preservar a humanidade. Em 2018, ele afirmou que planeja gastar metade de sua fortuna para “garantir a continuação da vida (de todas as espécies), caso a Terra seja atingida por um meteoro ou se a 3ª Guerra Mundial acontecer e nós nos destruirmos”.

Jeff Bezos também pensa no fim do mundo
Jeff Bezos também pensa no fim do mundo©Fornecido por The Daily Digest

Jeff Bezos, outro multimilionário obcecado pelo espaço, informou à revista Wired que a Terra está a ficar sem recursos e a catástrofe é inevitável. “As pessoas apreciarão nosso trabalho, diz ele, quando a devastação da mudança climática, recursos esgotados e ar irrespirável chegarem à hora de descartar…”

Rushkoff critica tamanha parafernália
Rushkoff critica tamanha parafernália©Fornecido por The Daily Digest

Em vez de aplaudir os multimilionários por seu pragmatismo, Rushkoff não os exime de culpa neste futuro para o qual se preparam.

Multimilionários podem determinar o futuro

O intelectual argumenta que estas pessoas têm um poder significativo para determinar se a IA vai devastar o mundo, se sociedades polarizadas entrarão em colapso em uma guerra civil, ou se a Terceira Guerra Mundial ou o esgotamento ambiental e de recursos destruirão o planeta.

A grande ironia: quem trabalhará para eles se a sociedade entrar em colapso?

Além do fato de que muitos desses bunkers de luxo não têm funcionamento comprovado (sistemas hermeticamente fechados são difíceis de manter), surgem outros problemas importantes. Uma questão crítica é como os multimilionários conseguiriam contratar guardas de segurança, chefs e outros empregados se o dinheiro se tornasse obsoleto?

Uma desculpa para acumular quantias infinitas de dinheiro e focar em si mesmo

O escritor Rushkoff disse: “Eles rejeitaram a política coletiva o tempo todo e abraçaram a noção arrogante de que, com dinheiro e tecnologia suficientes, o mundo pode ser redesenhado de acordo com as especificações pessoais de cada um”.

The Daily Digest

Noticias relacionadas

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

- Advertisment -spot_img

Mais Lidas

Commentarios