quinta-feira, abril 18, 2024
HomeBrasilPontos de ônibus de concreto da Região Metropolitana começam a ser demolidos

Pontos de ônibus de concreto da Região Metropolitana começam a ser demolidos

A partir desta sexta-feira (15/03), todos os pontos de ônibus com estrutura de concreto instalados em Goiânia e nas cidades da Região Metropolitana serão demolidos. A primeira remoção será realizada às 7 horas, na Avenida T-2, no Setor Sol Nascente, em Goiânia.

O secretário-geral de Governo, Adriano da Rocha Lima, estará no local para atender a imprensa. Também acompanham a retirada do abrigo o subsecretário de Políticas para Cidades e Transportes, Miguel Angelo Pricinote, o presidente da Companhia Metropolitana de Transportes Coletivos (CMTC), Tarcisio Abreu, e o presidente do Sindicato das Empresas de Transporte Coletivo Urbano de Passageiros de Goiânia (SET), Adriano Oliveira.

O projeto Nova Rede Metropolitana de Transporte Coletivo (RMTC), lançado em janeiro deste ano pelo Governo de Goiás em parceria com o consórcio das empresas que operam o sistema (Redemob), consiste, entre outra ações, na renovação de toda a frota de veículos convencionais, aquisição de ônibus elétricos e a recuperação, renovação e manutenção da infraestrutura de transportes do Eixo Anhanguera.

Pontos de ônibus

Dentro do cronograma, está prevista a demolição de todos os 865 abrigos de concreto da rede de transporte coletivo e construção de pontos com estrutura metálica para oferecer segurança aos usuários e evitar acidentes que coloquem em risco sua vida ou integridade física.

Foram realizados laudos periciais nesses abrigos de concreto com a finalidade de identificar as condições da estrutura, e aqueles que oferecem perigo serão substituídos primeiro. Verificou-se que 230 estão em estado crítico.

A construção, recuperação e a revitalização dos pontos de parada do transporte coletivo de Goiânia e Região Metropolitana são ações que integram a Nova RMTC. Ao todo, cerca de 7 mil abrigos receberão as melhorias que também contemplam uma nova identificação, com informações sobre as linhas de ônibus, horários e itinerários e também a instalação de placas de comunicação visual. A ideia é facilitar e melhorar as viagens dos passageiros.

As ações constituem uma das etapas do projeto que demandou investimento de R$1,6 bilhão, sendo R$ 400 milhões provenientes do Governo de Goiás por meio do subsídio ao transporte coletivo, e o restante aplicado pelo consórcio formado pelas concessionárias.

“A nova gestão dos abrigos já é uma realidade. Em menos de um mês após o lançamento da Nova RMTC, cerca de 300 pontos de ônibus foram construídos, reformados ou revitalizados”, diz o secretário-geral de Governo, Adriano da Rocha Lima.

Manutenção preventiva

Pela primeira vez, os pontos de ônibus terão investimentos permanentes nas ações de recuperação e conservação. Os cuidados são chamados de manutenção preventiva. O estado desses abrigos será monitorado pela Redemob, que ficará responsável pela realização regular de serviços de limpeza, iluminação e acessibilidade dos locais de embarque e desembarque dos passageiros.

Também será feita a substituição de peças danificadas, a pintura e a instalação de novos itens de conforto e segurança, como bancos, lixeiras, câmeras e sensores.

“Essas ações fazem parte do projeto Nova RMTC, que tem como objetivo recuperar e requalificar a prestação dos serviços de transporte público coletivo de passageiros na região metropolitana de Goiânia, em benefício dos usuários e da mobilidade urbana”, afirma Miguel.

Serviço

Assunto: Início da retirada dos pontos de ônibus de concreto do sistema de transporte coletivo de Goiânia e Região Metropolitana
Data: 15/03 – sexta-feira
Horário: 7 horas
Local: Ponto de ônibus (Avenida T-2, Setor Sol Nascente, em frente à Faculdade Cambury)

RELATED ARTICLES

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

- Advertisment -
Google search engine

Most Popular

Recent Comments