terça-feira, maio 28, 2024
spot_img
HomeBrasilPor que reunião de Lula e Petro é tentativa de fazer frente...

Por que reunião de Lula e Petro é tentativa de fazer frente a ‘bukelização’ na América Latina

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) se encontra nesta quarta-feira (17/04) com o presidente da Colômbia, Gustavo Petro, em Bogotá, capital colombiana.

Em comum, os dois foram os primeiros presidentes de esquerda dos seus respectivos países – embora com quase 20 anos de diferença, Lula em 2003 e Petro em 2022.

Mas em vez de um mero encontro entre dois líderes do mesmo campo político, a reunião acontecerá com o pano de fundo do que ambos veem como uma ameaça: o avanço da chamada direita radical na América Latina.

Lula chega à Colômbia na noite desta terça-feira. Na quarta, ele participa de uma reunião bilateral com Petro, de um fórum empresarial e da abertura da Feira do Livro de Bogotá. O Brasil é o país convidado do evento.

Oficialmente, os dois presidentes vão conversar sobre possíveis acordos na área comercial, cultural e de segurança. A situação política na Venezuela também deverá ser discutida por ambos.

Mas o encontro entre Lula e Petro acontece num momento em que a região assiste ao avanço de um fenômeno que vem sendo chamado de “bukelização” da política regional, tema que estará “no radar” das conversas entre os dois presidentes, segundo uma fonte diplomática brasileira que acompanhará o encontro.

O termo é uma referência ao presidente de El Salvador, Nayeb Bukele, um político de direita eleito pela primeira vez em 2019 e reeleito em 2024 com um discurso de combate à violência.

A redução drástica (e controversa) nos índices de homicídios no país transformou Bukele em um político popular em diversos países da América Latina, entre eles a Colômbia, Equador e Argentina. Os dois últimos governados por presidentes de direita.

Especialistas ouvidos pela BBC News Brasil apontaram que o avanço da “bukelização” na América Latina é uma preocupação da esquerda na região, na medida em que ela parece oferecer uma solução “rápida” para uma das maiores preocupações para as populações dos países da região: a insegurança.

Segundo eles, o encontro entre Lula e Petro pode ser visto como uma tentativa desses líderes de mostrar que há algum tipo de união das esquerdas como uma contrapartida ao crescimento da direita e da direita radical na região.

‘Bukelização’ em curso

A “bukelização” da América Latina é como vem sendo chamado por analistas e cientistas políticos o processo de aumento da popularidade do presidente salvadorenho e de figuras que ecoam os seu discurso em países da região.

Na Colômbia, por exemplo, um levantamento feito pela empresa de pesquisas Datexco em maio de 2023 apontou que 55% dos entrevistados diziam querer um presidente como Bukele.

RELATED ARTICLES

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

- Advertisment -
Google search engine

Most Popular

Recent Comments