sexta-feira, junho 14, 2024
spot_img
HomeBrasilRS construirá "cidades temporárias" para acolher vítimas das enchentes

RS construirá “cidades temporárias” para acolher vítimas das enchentes

O vice-governador do Rio Grande do Sul, Gabriel Souza, apresentou nesta sexta-feira (17) uma proposta de criação de “cidades temporárias” nos municípios da região metropolitana de Porto Alegre. As “cidades temporárias” serão instaladas na capital gaúcha, em Canoas, São Leopoldo e Guaíba, municípios que concentram cerca de 70% dos desabrigados do estado. O último balanço divulgado pela Defesa Civil estadual indica que aproximadamente 80 mil pessoas estão em abrigos por causa das enchentes.

Cidades provisórias do Rio Grande do Sul

Cada cidade temporária será equipada com:

  • Dormitórios para cada família
  • Banheiros e chuveiros (não químicos)
  • Cozinhas comunitárias
  • Lavanderias coletivas
  • Espaços multiuso com televisores e computadores
  • Áreas recreativas para crianças
  • Espaços dedicados para animais de estimação
  • Postos de atendimento médico e assistência social
  • Prazo e Implementação 

Para uma solução habitacional definitiva, o governo do estado planeja a construção de novas moradias. Um dos modelos de habitação, com 44 metros quadrados, começará a ser construído no Vale do Taquari em 21 de maio, com uma estimativa de 120 dias para conclusão de 250 unidades.

Outro modelo, de 27 metros quadrados, permitirá a entrega rápida de 200 unidades em 30 dias após a preparação do terreno.

Além disso, o governo está planejando contratar a construção de 2.500 unidades habitacionais de 53 metros quadrados, que devem ser entregues em 90 dias após a preparação do terreno. Essas unidades terão dois dormitórios, sala, cozinha e banheiro.

Esse esforço é fruto de uma colaboração entre o governo estadual, o Executivo e o Legislativo, com o objetivo de proporcionar abrigo para as famílias afetadas e liberar os locais atualmente usados de forma improvisada.

Essas cidades serão construídas com a ajuda de uma empresa que será contratada na próxima semana. Espera-se que as instalações estejam prontas dentro de 15 a 20 dias após a entrega dos materiais necessários.

O contrato inicial prevê um funcionamento de seis meses, com a possibilidade de extensão por mais seis meses.

O estado do Rio Grande do Sul tem atualmente cerca de 80 mil pessoas desabrigadas, das quais 70% estão nos municípios que receberão as novas estruturas temporárias.

Muitas dessas pessoas estão abrigadas em locais como ginásios, escolas e universidades, que precisam ser liberados para retornar às suas funções normais.

Durante entrevista à imprensa, o governador Eduardo Leite anunciou o vice-governador como coordenador das ações emergenciais.

“São locais para que, durante algum tempo, as pessoas possam estar albergadas com mais conforto e dignidade. A estrutura contará com administração, almoxarifado, postos de saúde, brinquedoteca, espaço para animais de estimação, chuveiros, banheiros, triagem de quem entra e sai, além de assistência social,” explicou o vice-governador.

As áreas de instalação das cidades temporárias em cada município estão sendo avaliadas em conjunto com as prefeituras. Pela proposta inicial, serão montadas no Complexo Cultural do Porto Seco, em Porto Alegre; no Centro Olímpico em Canoas; e no Centro de Eventos em São Leopoldo. Ainda não foi definido o espaço a ser utilizado em Guaíba, de acordo com o governo do estado.

As estruturas terão capacidade para acomodar de 900 a 1 mil pessoas. A montagem terá duração de 15 a 20 dias, com previsão de início cinco dias após a assinatura do contrato com o fornecedor.

O governo do estado também planeja oferecer aluguel social e criar abrigos temporários com o apoio de instituições internacionais com experiência em desastres, além de áreas com casas definitivas.Os locais estudados para abrigar as pessoas estão em Porto Alegre, Guaíba, Canoas e São Leopoldo.

AGÊNCIA BRASIL

RELATED ARTICLES

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

- Advertisment -
Google search engine

Most Popular

Recent Comments