quinta-feira, fevereiro 29, 2024
spot_img
HomeCidadesGoiânia se preparou para volta às aulas e enviou recursos antecipadamente para...

Goiânia se preparou para volta às aulas e enviou recursos antecipadamente para todas as escolas

Mais de R$ 9 milhões foram encaminhados pelo município para as unidades de ensino em dezembro de 2023, para garantir um retorno tranquilo às salas de aula. Com envio antecipado de recursos, Secretaria Municipal de Educação apura falta de colchonete na Escola Municipal Frei Nazareno Confaloni com abertura de processo administrativo disciplinar

Goiânia se preparou para volta às aulas e enviou no fim do ano passado mais de R$ 9 milhões em dezembro de 2023 para que as escolas pudessem se organizar para receber os estudantes neste início de ano. Com o envio antecipado de recursos, a Secretaria Municipal de Educação (SME) apura a falta de colchonetes em uma unidade da Capital com abertura de processo administrativo disciplinar.

Além de abrir procedimento para apurar o fato ocorrido na Escola Municipal Frei Nazareno Confaloni, o município enviou, nesta quarta-feira (24/1), colchonetes para a unidade de ensino. A informação foi confirmada pelo secretário municipal de Educação de Goiânia, Rodrigo Caldas, durante coletiva de imprensa nesta quinta-feira (25/1) no Paço Municipal.

O gestor destacou que a falha ocorreu pontualmente em apenas uma das 378 unidades educacionais do município e que, em virtude das medidas adotadas pela SME para investigar a falta de aquisição de colchonetes, o grupo gestor da escola foi afastado até a conclusão das apurações.

“Em dezembro do ano passado, encaminhamos mais de R$ 9 milhões para as escolas se organizarem para o início do ano letivo. Por esse motivo, abrimos um processo administrativo disciplinar para investigar o ocorrido”, disse o secretário, ao mencionar que a unidade em questão iniciou o ano letivo com um saldo de R$ 473 mil em conta, recurso suficiente para adquirir todos os itens necessários para a volta às aulas.

Os recursos foram destinados a todas as unidades de ensino pelo município, de forma sistemática, descentralizada e antecipada. “Ao longo do ano, o município transfere uma série de recursos para garantir o bom funcionamento das escolas da rede. Os repasses são descentralizados justamente para que os materiais possam ser adquiridos pelas próprias unidades de forma rápida”, explicou Rodrigo Caldas.

De acordo com o secretário, a Escola Municipal Frei Nazareno Confaloni atendia até o ano passado em período parcial. Para 2024, a gestão municipal ampliou o atendimento da unidade, que passou a ser em tempo integral. “Essa transição tem o objetivo de garantir um atendimento de qualidade aos estudantes, por isso falhas não serão admitidas”, ressaltou.

Além de apurar com rigor a situação da escola, a SME Goiânia determinou a realização de um levantamento para verificar o uso de todos os materiais essenciais para o funcionamento das unidades que integram a rede municipal de ensino.

RELATED ARTICLES

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

- Advertisment -
Google search engine

Most Popular

Recent Comments